Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A hipocrisia dos ambientalistas

por Olympus Mons, em 15.07.14

 

Quanto mais preocupado com o ambiente… menos faz em prol do mesmo.

 

Típico da esquerda. Um estudo britânico revela que as pessoas que mais se dizem preocupados com o ambiente e com as questões das alterações climáticas… menos energia poupam! Sim, é mesmo assim.

Seja nesta questão, seja em questões de diversidade étnica-cultural como em vários posts tenho mostrado… a esquerda (assumindo que o ambientalismo de boca vem sempre aliado a posições politicas de esquerda) é sempre marcada por essa dissonância cognitiva brutal entre o que postula e o comportamento que evidencia.

Tenho escrito e rescrito que a esquerda é definida, acima de tudo, acima do resto, e acima da verdade… pela hipocrisia. Aliás pela hipocrisia e pela Inveja.

 

Neste caso, um estudo do governo britânico sobre energia , Savings, beliefs and demographic change  (https://www.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/326075/Electricity_Survey_2_-_Savings__beliefs__demographics_150514.pdf) revela-nos, tal como anteriormente os estudos de Eric Kaufmann sobre diversidade, a hipocrisia da esquerda. Entre vários exemplos revela o estudo que :

 

“Taken all together, householders who strongly agreed they were not worried about climate change because it was too far in the future in fact used less electricity rather than more, counter to the hypothesis that households concerned about climate change use less electricity.”

 

 

Toda esta lógica de uma esquerda vocal, ouvida e quase venerada como estando certa, progressista e apropriada na sua visão do mundo e depois contrastando o modo como os mesmo actuam no mundo real, no mundo do Ventromedial Prefrontal Cortex e do Orbifrontal Cortex onde as decisões se tornam auto-referenciais é um assunto a ser levado a sério.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

No Shit...!

por Olympus Mons, em 02.07.14

 

 

A new survey assessing the popularity of modern presidents contains plenty of surprises -- and bad news for the Oval Office’s current occupant. 

Barack Obama ranks as the worst president since World War II, according to a new Quinnipiac University survey. He received 33 percent backing for that dubious distinction...!

 

Realmente .... No shit!




Autoria e outros dados (tags, etc)

CONFABULAÇÂO

por Olympus Mons, em 02.07.14

 

Novamente o Rui Ramos

No texto de hoje no Observador (que confesso cada dia que passa mais gosto de ler ) Rui Ramos (http://observador.pt/opiniao/e-tudo-narrativa/ ) fala sobre o modo como com a esquerda tudo se enquadra, ou se reescreve, em narrativas. Por acaso comentei que tinha recentemente lido um paper sobre o VMPFC (VentroMedial prefrontal cortex),  área do cérebro que considero ser responsável por um conjunto de processos cognitivos que as pessoas de esquerda não usam com tanta frequência como as pessoas de direita, que as pessoas de esquerda se sentem menos confortáveis enquanto pathway neurológico dando primazia a outros menos auto-referenciais.

 

Post-retrieval monitoring (also known as the “Feeling of Rightness”) (Elliott et al. 2000,

Milner and Petrides 1984, Moscovitch and Winocur 2002) states that the vmPFC

monitors the information retrieved and tests its veracity. Support for this hypothesis  comes mainly from lesion studies, which systematically observe confabulation  behaviour in patients with vmPFC damage (Curran et al. 1997, Gilboa et al. 2009, Lavoie

et al. 2006, Parkin et al. 1996, Schacter et al. 1996, Verfaellie et al. 2004).

 

 

Na verdade aquilo que o RR reporta como narrativa mais não é que alguma predilecção por confabulação por parte da esquerda. Sem o chamar sistemático do VMPFC a esquerda consegue (mas do que a direita) reescrever os eventos.

Vale a pena ler uma breve descrição do que é confabulação.

 

In psychology, confabulation (verb: confabulate) is a memory disturbance, defined as the production of fabricated, distorted or misinterpreted memories about oneself or the world, without the conscious intention to deceive.[1] Confabulation is distinguished from lying as there is no intent to deceive and the person is unaware the information is false.[2] Although individuals can present blatantly false information, confabulation can also seem to be coherent, internally consistent, and relatively normal.[2] Individuals who confabulate present incorrect memories ranging from "subtle alternations to bizarre fabrications",[3] and are generally very confident about their recollections, despite contradictory evidence.

 

 

Amigos… alguém tem alguma dúvida?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Links

Blogs