Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pudesse eu...!

por Olympus Mons, em 15.11.13

Pudesse eu ensinar uma lição a Portugal e seria a diferença entre raciocínio teórico e raciocínio prático.

 

Quem veja televisão em Portugal e a linguagem da televisão em Portugal, quem ouça os seus pundits desde Bagão Félix a Marcelo Rebelo de Sousa, de Constança Cunha e Sá a líderes e ex líderes políticos, de conversas de café a linguajar da rua… tudo, tudo em Portugal é sobre raciocínio teórico. Tudo.

E desde Aristóteles  a Kant e Hume todos eles, todos eles, sabiam que havia ali uma diferença incrível nos tipos de raciocínio. E em Portugal, essa armadilha do pensamento teórico é quase uma doença. E agora que a ressonância magnética nos mostrou que efectivamente tem caminhos completamente diferentes era bom que alguém em Portugal mostrasse isso. É que estrategicamente o ultimo produto de raciocínio prático (aplicado à política) que por aqui vemos foi o plano…. Da troika! Vejam bem, tiveram que vir estrangeiros elaborar aquele que é o output natural do raciocínio prático que é um Plano!

 

Como a selecção Nacional que parece teórica, anda alí à volta, volta mas não faz nada de prático.

 

Mas deixem-me explicar a diferença:

Relembrando que passam por pathways neurológicos completamente diferentes, Pensamento teórico dedica-se a considerações que recomendam, que justificam, a aceitação de determinada asserção de que algo é ou não é. Ou seja reflecte sobre a “verdade” de determinadas proposições, se elas podem ser aceites, sendo assim totalmente sobre a nossa crença de e sobre algo! Austeridade é boa? É Má? Estamos em espiral recessiva, o crescimento é que é bom, o consumo interno é que é essencial, não é a exportação, o Sporting é que merecia ganhar o jogo com o Benfica, retirar rendimentos aos reformados é errado, etc.  

 

Raciocínio prático, ao contrário, não está preocupado com o ser “verdade” ou digno de aceitação, mas sim com o valor das acções, fazendo considerações se determinadas acções são as adequadas, tem valência e valor suficiente para ser realizadas, para ser executadas. Ou seja tudo na reflexão prática é sobre means/end para realizar um determinado output que é um plano. Assim foi com o FMI em 82, com as regras da atribuição de subsídios comunitários e agora com o plano da troika. Uma vergonha é um povo que não consegue sequer desenhar um plano para se salvar. 

 

Assim, estas duas formas de raciocínio tem um subject matter diferente e tem consequências diferentes…Reflexão teórica é  sobre o que determinada pessoa deve acreditar e produz impacto nas crenças dessa pessoa mas não aborda as suas intenções (de certa forma é materialmente inútil).  Por contraste o raciocínio prático leva à acção. Assim é prático não só no seu subjet matter como nos seus temas.

 Outra vez para não haver dúvidas… Raciocínio Teórico modifica as nossas crenças e Raciocínio prático modifica as nossas intenções!

 

Assim …. Gooollllloooo, é gooollllo Cristinao Ronaldo ! é GOLO! Ronaldo, Ronaldo. Golo à Suécia!

 

Estávamos a falar do quê?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Links

Blogs