Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Amazon...

por Olympus Mons, em 03.02.21

Fascismo e totalitarismo é um estado natural da psique humana. Democracia é uma construção humana contranatura.
Lembrei-me disto porque tenho dois amigos (que na verdade já não vejo há algum tempo) mas que mantemos contacto, que são quadros muito, muito alto, na AWS da Amazon. 
Quando foi a questão do Parler, em que a Amazon lhes fez a de-platfoming  à bruta, pensei em mandar-lhes um email a “gozar” com a “cena totalitária”… Comecei a escrever o email mas não o enviei porque tive receito que respondessem algo que os pudesse colocar profissionalmente em perigo, visto o endereço de email  que tenho é o profissional da Amazon. -  Foi um receio real! Uma sensação estranhíssima.

Este sentimento fez-me pensar que este meu comportamento, para amigos que vivem nos EUA, só teria paralelo com pessoas a viver de facto sob um regime totalitário ou fascista. Também não o faria a amigos que vivem na China… Dá que pensar ao que chegou os EUA, não dá??

E é curioso  o facilidade com que esta gente chama fascistas aos outros...

Autoria e outros dados (tags, etc)

New York, New York

por Olympus Mons, em 03.02.21

Capture nyc map.PNG

Este mapa, do estado de New York mostra que são os urbanites que realmente decidem o sentido de votos de um estado. Obviamente.

 Mas porque mostro este mapa? – se olharem para o espaço que vai entre New York e  Albany, o vale do rio Hudson, que continua a ser das áreas mais populosas do estado, é aí que vem os votos democratas junto com a cidade propriamente dita.

Mas a razão pela qual falo nisto é porque com as manifestações e motins dos BLM em Nova Iorque, com o aumento da violência durante o verão passado e degradação das condições pelo defund the Police, um volume enorme de pessoas, muitos donos de negócios da cidade, Urbanites bem economicamente, que votam em massa no partido democrático, refugiaram-se nas suas segundas casas para norte da cidade no dito Hudson valley. – E agora não vão voltar!.  Um número inusitado que até comprou casas naquelas regiões do estado que vê a vermelho, onde Donald Trump ganhou,  já está a abrir as suas lojas e negócios localmente não pretendendo regressar á cidade.

Por este blog abaixo não falta referências a Eric Kaufmann, ou em outras circunstâncias a White flight, aquele fenómeno das populações brancas que se deslocam para outras áreas sempre que a carrinha das mudanças com a multiculturalidade chega ao bairro deles. Eric Kaufmann mostrou-me, no ano de 2012, através dos
sensus do Reino unido que eram os mais liberals (mais à esquerda) que eram os primeiros a fugir assim que os seus bairros começavam a ter problemas derivados dessa multiculturalidade.
Ora, esquedalhoide faz sempre isto. Tal como o Kaufmann acima mencionado nos mostrou – Eles votam sempre o caos em que as suas vidas se tornam mas saiem de lá assim que cheira a esturro para a sua qualidade de vida. Para trás ficam as minorias e os mais pobres, que votaram ao lado deles os Bills de Blasios, a viver as passas do Algarve. É esta gente que agora abre negócios nesta zonas a azul (com mais gente) e vai viver para junto dos trumpistas nas zonas vermelhas. – E fazem sempre isto! Este Liberal flight  para as zonas mais conservadoras de liberals brancos é um dos problemas que os conservadores tem que encontrar forma de resolver. Porque esquerdoide movem-se para zonas onde ainda não estragaram tudo, mas votam exatamente da mesma maneira. -  Esquerdoide não é autorreferencial… Não usa essa parte do cérebro. Vai sempre verificar que sabe fazer as escolhas adequadas para si pessoalmente, mas quando pensa/fala nunca usas as partes do cérebro que utiliza para tomar decisões sobre a sua vida.

Essa é a adaptação que tem que ocorrer no pensamento político da direita. Pessoas que votam à direita tem que ter coragem de identificar o que não querem ao pé de si. Nesta altura do Cancel Culture, nesta altura do Woke e da ofensa a direita enquanto conceito ideológico tem que criar a nossa própria cancel culture e o seu Anti-wokeEsquerdoide tem que passar a pagar um preço pessoal pelo que defendem. -  A lógica diz que assim aprenderão à velocidade da luz.

De outra forma, no que quer que venha aí, qualquer que sejam as consequências da revolução cultural em curso nos EUA, podem os Americanos ter a certeza que os white liberals não vão ficar para trás e sofrer as consequências tanto quanto o fizeram em Detroid ou em St Louis ou como de certa forma se nota nos dias de hoje na Califórnia e neste exemplo de Nova Iorque. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porque será?

por Olympus Mons, em 02.02.21

Ele há uniões e uniões, não é Jack? 

Capture vacinne.PNG

Esta imagem é muito curiosa. Irlanda com 11% da população vacinada. O resto da Europa entre os 1% a 3%. Nem interessa sequer ver Portugal (1.6%).  Também não vale a pena falar daquele país que tem sensivelmente a mesma população de Portugal e já vai com 35% da população vacinada (Israel). Tendo em conta que começaram pela população mais velha devem estar quase a resolver o problema do COVID enquanto nós estamos no calvário. Com este calvário vamos perdendo a noção que não está mau em todo o lado. 
11% na irlanda… que é o mesmo valor da Inglaterra ou dos EUA (malandro desse Trump) que não só nos deu a vacina como sai da presidência com 1.3 milhões de vacinas por dia (por estes dias). – Já o bom, o competente Biden, anuncia que tem como objetivo 1 milhão por dia nos próximos 100 dias… e the crowd goes wild!!!  Agora sim, estão todos salvos lá na terra do tio Sam.

Como é sabido sou muito crítico da … nossa psicologia. Trabalhei demasiado tempo com pessoas de outras nacionalidades para não perceber que existe algo de peculiar em nós.  Ouve-se muita gente dizer que é incapacidade de planear, mas é mais que isso. - É um nunca ir fundo o suficiente, é nunca chegar ao fim, é o psicologia do poucochinho e do suficiente. Só assim se explica o problema do remanescente das vacinas que não podem ir para o lixo.
há mais de 1 mês que um amigo Israelita me tinha falado das listas de espera nos pontos de vacinação lá na terra dele para ao final do dia usar o que sobrava das doses para vacinar pessoas que não estavam na lista do dia mas obedeciam a critério.  Pensei logo na altura para mim… ui, em PT de certeza que ninguém pensou nisto e vai é para o lixo. Vai ser interessante perceber o que se tem passado até agora.

Não é o que se vai fazer, nem o que estes casos públicos e que escândalo estão a provocar, fizeram… quero saber é o que foi feito ao remanescente, às sobras, do produto mais valioso do mundo desde o dia 27 de Dezembro até ao dia 1 de Fevereiro... Esta sim, é a pergunta que não oiço. Foi para o lixo?? – Se foi… tuga, no seu melhor!

Por falar em tugice… Não sei como está a ocupação dos hospitais privados durante esta pandemia. Não sei e também não vejo minguem a procurar saber. Sim, sei o que Marta Temido disse, sei que manifestou vincadamente uma gestão ideológica. Mas isso já ouvimos.
O que não quero ouvir depois, e o tuga adora o depois, o depois do jogo, é pessoas ligadas a grupos hospitalares privados virem falar de como foram colocados de fora da gestão da pandemia, coisas destas, porque na verdade a altura para falar tinha sido no último ano.  Quando o jogo terminar não quero ouvir nem um pio!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entretanto no mundo real...

por Olympus Mons, em 01.02.21

Uma das razões pelas quais se ouve tanta gente a comendar Joe Biden pela orgia de executive Orders  tem muito a ver com o facto de ela ser feita com base numa agenda muito especifica, não é?

Joe Biden volta a colocar os EUA no acordo de Paris (coisa completamente inútil para o clima) ou o cancelamento do Keystone pipeline. Verdadeiro super-herói. Mas se ele está a salvar o planeta só nos resta bater palmas... Por exemplo, fogos, vai arder tudo  devido às alterações climáticas!

Entretanto, no mundo real...

Capture fires.PNG

Sempre que é verão algures, de preferência na Califórnia ou Austrália, surge a mantra dos fogos e a desculpa dos governos com as alteraçoes climáticas. Este gráfico atira-lhe na cara a realidade do mundo real e não do pós-verdade. 
Só nas últimas década a área ardida reduziu 25%!

Na Austrália, onde bush fires dá grandas imagens para alimentar os media e discursos de vedetas parvas, temos sempre, em anos maus, na média de área ardida de: 20 milhões de KM2 ardidos, numa região onde o record é 120 milhões no ano de 1974.

Para se perceber isto, que sei que são inteligentes, convém entender que:

Capture fire 1.PNG

O que este gráfico nos diz é que contribuimos positivamente ao aumentamos a massa combustivel, mas as alteraçoes climáticas baixam um bocado a área ardida devido a temperatura e Humidade (moisture) e depois a grande parte dessa redução tem a ver com a nossa actividade enquanto humanos a viver no planeta.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Links

Blogs