Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Memória

por Olympus Mons, em 28.11.21

Nem sei se já escrevi isto. Mas se já, apeteceu-me repetir.

Não tarda muito e toda a narrativa de eventos na vida dos humanos como a escravatura serão ditados (e ditados como ditadura) por pessoas como Reni-Eddo-Lodge a autora deste livro. 

Mas, para este post, nem ela nem o livro que é uma fábula sem qualquer, qualquer, aderência à realidade, interessa para nada. Este livro tem tantas, tantas mentiras e alucinações completamente disparatadas que nao fosse escrito por uma jovem negra e era matéria de escárnio durante décadas. Aliás, estas coisas junta-se aos exemplos hoje em dia recorrentes de racismo desta gente que se considera progressista. - Assim como, coitada é de raça negra por isso temos que dar desconto.
Para mim esta é a pior forma e a mais ofensiva forma de racismo.

O que interessa é:
A escravatura terá surgido no fim do Neolítico, na transição para a idade do Cobre (calcolítico) quando se encontra muitas ossadas com fraturas de Parry que são faturas defensivas (antebraços) e fraturas occipitais e ainda flechas cravadas na coluna vertebral (execução à queima-roupa nas costas). Depois, parou. No essencial reduziu ou pelo menos baixou imenso estas características nos inhumations.

Significa isto que se instalou no mundo aquilo que milénios depois a lei islâmica parece saber definir como ninguém. – A escravatura é sempre permitida sempre que a alternativa for pior. Melhor não pode ser dito. Logo como a alternativa seria matar a pessoa, a escravatura seria sempre permitida. Ok, faz sentido tendo em conta como a escravatura surgiu mesmo no planeta. – Para que matar o gajo se ele pode trabalhar para mim à borla.

Já sabemos que na idade do bronze, quando surge a escrita e por isso temos relatos, a escravatura é uma profissão. Fora o conteúdo filosófico-moral associado à idade pós-iluminismo, a verdade é que ser escravo não seria muito diferente de muitas outras profissões da época, nomeadamente ser agricultor, pedreiro ou pastor. – Era tudo uma choldra de vida.

Por exemplo, até ao principio do século XX, sim século XX, na Islândia cerca de 25% da população ainda era “escrava”, no sistema de vistarband. – Se não possuísses terras então tinhas que te entregar como escravo durante um ano numa quinta onde trabalhavas de sol a sol como escravo. – Não podias sair da quinta sem autorização do dono, logo és escravo e trabalhas por te sustentarem (alternativa era morreres à fome). Este é só um exemplo. Por todo o lado existia até há bem pouco tempo sistemas de serfedom. Mas adiantando.

Nem vale a pena perder tempo com a antiguidade. Com Hititas e Minoans, com Egípcios e Persas, com Gregos e Romanos, etc.

Bem mais interessante será nesta mesma altura perceber que o colonos Bantu, africanos, colonizavam o resto de africa e só Deus sabe com que genocídios e escravaturas (quando a arqueologia chegar a África saberemos). Sabemos sim que logo depois, desde os primeiros séculos AD pelos relatos dos Norte-Africanos que o tráfego de escravos era o sal da terra. Sabemos pelos relatos na China da dinastia Tang e Song (600-1200 AD) que não eras um nobre como deve ser se não tivesses alguns exóticos escravos Kunlun que eram escravos africanos trazidos por mercadores árabes. E claro que escravos, de outras áreas da China, não faltava por toda a China.

Aliás, nesta mesma altura (800-1000 DC) os vikings faziam escravos por essa europa fora. Nada lhes escapava principalmente o seu prato favorito dos Slavs (eslavos) daí a palavra inglesa de Slaves, e especialmente curioso como desciam os rios Don e Volga para vender os escravos branquelas aos árabes. -  Depois como já escrevi no post sobre Ibn Battuta, em 1200, ele ao chegar delta do rio Don nos oblast do mar de Azov, na parte norte do mar negro, descreve os escravos e escravas branquinhas, as muito alvas crianças escravas que tinham um ar profundamente triste e que todos eles acabavam vendidos nos mercados de escravos no Egipto.

E isto continuou, continuou.  Nos séculos XXIII e XIV era a escravatura do Crimean Khanate e da grande Horde Nogai que faziam raids atrás de raids pela europa de leste a dentro, Ucrânia, Rússia, polónia, Hungria, etc. para caçar escravos que depois eram vendidos nesses mesmos mercados otomanos e árabes, mas também a venezianos e afins na europa ocidental.  E lá continuou. Só na polónia na primeira metade do século XVI foram levados mais de 200,000 escravos.  Sim, na mesma altura em que os Africanos começaram a ser levados no mercado transatlântico.

Tantos e tantos fenómenos de escravatura poderia eu aqui descrever.

Contudo fico-me pelo que gostaria de dizer na cara dessa pateta Reni-Eddo-Lodge, que era:
Pateta, se eu fosse um jovem negro apanhado nas milenares malhas da escravatura africana e me perguntassem se queria ir com as caravanas para o norte ou com os barcos para as Américas… eu atirava-me ao mar, subia ao barco negreiro pela ancora, aguilhotava-me ao barco e dizia a quem quisesse ouvir. – Fuck you all, daqui não saio, daqui ninguém me tira, que com aqueles outros é que eu não vou nem morto!

Autoria e outros dados (tags, etc)

É aquela coisa...

por Olympus Mons, em 27.11.21

Capture nc.PNG

Quinta feira, sentei-me com um amigo a jantar umas tapas em cascais. O meu amigo é muito comunicativo e após termos terminado os assuntos não tardou a meter conversa com o casal na mesa ao lado que estava a ter uma lição de vinhos dada pelo escansão do restaurante.  Aliás, naquele sítio nunca escolhi um vinho. É o que ele traz para mesa e é de ir ao céu.

Mas dizia eu, o meu amigo meteu conversa. - Americanos da Carolina do Norte.
Fomos falando sobre vários assuntos e claro a situação política nos EUA. Não levou muito tempo a perceber que eram democratas, bastante liberal típicos nos EUA hoje em dia. Ele Médico e ela também com um bom emprego, vivendo num County (sim fui ver) em que Biden teve 75% dos votos num Estado em que Trump até ganhou.

Cedo surgiu aquela coisa que o meu cérebro infelizmente me faz amiúde de começar a tocar alertas de dissonância cognitiva. – Porque raio pessoas, como este casal, que vivem num local em que até a sua versão política da realidade está na administração, que cada vez mais as causas do seu sentimento politico ganham predominância em vastas zonas do seus pais nativo… contemplam ser expats em Portugal??
Por que carga de água querem sair dos EUA e vir viver para Portugal?

Percebi que o aumento da criminalidade era preocupante para eles, o aumento da tensão e polarização cultural nos EUA está ao rubro e querem sair de lá. - Eu só pensava… Mas o aumento da criminalidade é uma consequência do que vocês defendem ou que, como mostram os estudos, a polarização é essencialmente alimentada por pessoas politicamente como eles e não pelas pessoas que eles desprezam, os tais apoiantes de Trump.

Mas por que raio dois americanos com natural ancestralidade europeia querem vir para a europa e não emigram para um sítio onde possam viver a multiculturalidade que celebram?  Porque não existe um fenómeno de emigração desta gente para a América do Sul, sendo que é isso que estão a defender para o seu país? – Ou porque não ficam na porcaria da cama que fazem?

E, como tenho aqui escrito vezes sem conta, este é o maior problema. O problema que eu pessoalmente não encontro solução. Como Eric Kaufmann já nos tinha demonstrado ou sem grande esforço qualquer pessoa pode observar no mundo, são as pessoas mais à esquerda as primeiras a abandonar os locais ou ambientes no momento que as consequências nefastas das suas ideias lhes chega à porta do bairro.
Como dizia o outros, assim que a carrinha de mudanças chega ao seu bairro com a tão amada multiculturalidade são sempre os primeiros a trocar de casa…

E o que fazer? – Nos EUA as pessoas abandonam os estados mais liberal e emigram para locais mais tradicionalistas como Austin Texas, ou partes do nevada ou até para o norte da califórnia, emigram para a Flórida, fogem da Califórnia e cidade de Nova Iorque e para ser honesto a verdade é que não existe sequer os mecanismos culturais, já para não dizer legais, de manter esta gente a viver nas fossas sanitárias que criam com as suas ideias e versão do mundo em que todo o status quo é instintivamente para ser destruído.

Não existe lógica que permita alguém sequer levantar essa questão. Como dizer que se devia impedir esta gente de abandonar os seus projectos societais assim que o cheiro a esturro lhes chega às narinas?

E ao final do dia não medimos (pelo menos se fores de direita) as pessoas pelas suas opções políticas e por isso ao final do dia não temos ferramentas intelectuais ou morais para defender que estas pessoas não são bem vindas porque trazem a bagagem politica consigo. Não vejo mesmo forma de resolver isto. Eles acabam por ser pessoas da nossa família, são nossos amigos ou até, um simpático casal americano genuinamente fascinado por ter descoberto um país onde as pessoas são simpáticas, atenciosas e amigáveis e têm um gosto pela vida como eles nunca tinham visto.

Enfim, aguardo ajuda em resolver este conundrum.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A preto e branco

por Olympus Mons, em 24.11.21

Só coloco este post porque parece ser a narrativa comum a gente que segue as linhas oficiais do FCE, de que Kyle Rittenhouse foi para um sitio armado logo teria intenção de disparar contra pessoas.

Esta foto é do dia da sentença de Kyle. Como podem ver um pai e filha de 16 anos passeiam-se junto ao tribunal armados com armas semiautomáticas como Kyle fazia naquele dia fatídico em Kenosha.

Reparava alguém que como era contra narrativa, quando Erik e Jade que são de raça negra se aproximavam das camaras de televisão os jornalistas viravam as camaras para o lado oposto.

Estão a ver, não é? - Estar a falar de supremacistas brancos armados e virar as objectivas e dar de caras com estes dois personagens nao ajuda.
 Kyle estava armado num mar de pessoas que também estavam armadas e na sua maioria, como se veio a demonstrar depois e ainda por cima com armas concelead (escondidas) o que é proibido. Sim, podes andar com uma metralhadora que não tem problema porque está a mostrar às pessoas à tua volta que estás armado… já se tiveres uma arma escondida as pessoas não estão cientes do perigo que representas. É essa a lógica da lei.

Erik e Jade estavam na rua do tribunal porque temiam distúrbios e estavam alí para proteger as pessoas caso houvesse violência e os seus concidadãos fossem colocados em perigo. - Exactamente o mesmo que Kyle fez há um ano atrás.

Autoria e outros dados (tags, etc)

lençois sujos...

por Olympus Mons, em 22.11.21

Esta é a cara do homem que atropelou crianças, idosos e jovens em Waukesha no Wisconsin numa procissão de Natal.

Darrell Brooks Jr.

Desde muito cedo hoje a FOX, a newsmax, NYPost, etc passam a cara do senhor na televisão e nos conteúdos digitais. Aliás como passam sempre que o suspeito é identificado. - Passo pois hoje o dia a medir quanto tempo até as CNN, que tanto se celebra hoje a sua sucursal portuguesa, os NYT, as BBC ou a ABC news e NBC, o WASPOS, todos eles, passarem a cara do senhor, tendo em conta que é de raça negra.

Aliás, nem vou perder tempo com Expressos ou Observadores.

Esta é a cara da maldade. Só que tem um problema. É a cara de alguém de raça negra. - Fosse branco e garanto-vos que a cara deles estaria por todo o lado. Aliá tanto na FOX como na CNN.

O problema obviamente  não é das pessoas de raça negra. O problema como tenho explicado é dos racistas de raça branca que sao progressistas e de esquerda e que não sabem como lidar com o seu próprio racismo logo criam versões alternativas da realidade para nunca lidarem com a mesma.  - Essa é a gente que agora acha que o melhor, melhor é permitir crime desde que o perpretor seja de raça negra. Poucas coisas conheço mais racistas que isto!

O senhor em questão tem um cadastro enorme, enorme. Terá sido libertado ainda há dois dias com uma caução de 1000 USD. Sabem nos EUA agora tem aquela coisa de pobre tem caução de quase zero.-  Porque obviamente cauções elevadas só podem ser para ricos.

Outra coisa que não falta é social media do senhor nos BLM, com posts racistas contra brancos, etc. - Claro que neste caso…. Isso já não interessa nada, não é?
Enfim, cada um faz as camas que se deita. Sujem os lençois e depois digam que cheira mal. 

 

Update:
21:30... Mesmo já sendo confirmado o nome do senhor, mesmo havendo peças sobre ele, os referidos media nao mostram imagens do senhor da foto acima. Isto é um impaiment mental. Será assim visto no futuro...

E curioso também, como todos eles, correm com o mesmo angulo... suspect fleed from domestic disturbance... Claro o coitadinho do senhor estava transtornado... Coitado, não é?

Update2:

Dia Seguinte... E assunto desaparece das notícias. Todos aqueles pasquins que eu menciono acima, retiraram, pelo menos dos conteudos digitais, esta notícia. - Um homem entra com um SUV numa parada de Natal, varre crianças, idosos e jovens... e 24 horas depois já nem é notícia porque o homem é negro. Alguma vez imaginaram uma coisa assim? 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maldade pura

por Olympus Mons, em 20.11.21

Vivemos num mundo em que tudo é suposto ser igual.
Nada se distingue e quem o tenta, sei lá investigar, sofre consequências que muito se fala hoje em dia como cultura do cancelling.

Capture spite (1).PNG

Mill et al, publicado ontem é bem revelador...

Este estudo, que se junta a tantos, tantos que já aqui coloquei, que alertam para as diferenças entre seres uma pessoa de esquerda e seres de direita é muito revelador.  Mais curioso de tudo, nestes estudos que são feitos por pessoas que são de esquerda, é o tom de surpresa que se encontra nos abstracts e nas conclusões.  Mas leiam que vale a pena.

Neste caso é a surpresa pelo spite, pelo spitefullness (having or showing a desire to harm, anger, or defeat someone) que os apoiantes de Clinton tinham para com os apoiantes de Trump, algo que não era recíproco. Não, aparentemente, não é tudo igual. As pessoas que votam em Trump não demonstravam um aumento de spite para com os apoiantes de Hilary, quando o oposto é notório. E eles ficam tao surpreendidos por assim ser.  Sim, os maus da fita eram os apoiantes de Hillary e nao os de Trump! Oh Dear lord...

O facto de as pessoas de direita olharem para as pessoas de esquerda como pessoas com opiniões diferentes e estes olharem para as pessoas de Direita como proto psicopatas a abater tem que ter uma resposta condigna. Um dia. Algures no futuro.

Reparem que neste estudo especifico a usual tipologia de testes de dictator game foi alterado para the main goal of our paper is to study dysfunctional behavior directly. Procurava maldade pura sem benefício próprio ou para o seu grupo.  E essa maldade para com as pessoas de direita, pessoas com opiniões e perspetivas de vida diferente, é exclusivo das pessoas de esquerda.  Essa seleção para lhes fazer mal, é exclusiva da esquerda.  Reparem que essa maldade é comum a todos os grupos a toda a gente, como é óbvio, o que  o estudo resalta é que a identificação da idiologia do outro nos apoiantes de Trump não suscita alterações de comportamento mas já a identificaçao de votantes de Trump leva as pessoas que votaram em Clinton a disparar o comportamento destrutivo para com essas pessoas. 
Leia.

E continuamos, 100 anos depois, a não considerar essa lição da história e a não aprender com os estudos realizados (curiosamente por pessoas de esquerda).

E isto vai dar aos André Venturas. É isto que é feito ao André Ventura e ao CHEGA. E como podem observar em Portugal, os apoiantes de Clinton (pessoas de esquerda) são praticamente 100% das pessoas com acesso a meios de comunicação, não é?

E não, não és de direita porque até votas no PSD. A esquerda tinha que ter um oposto por isso o PSD serve como outra coisa qualquer teria servido.

Este sempre foi o defeito da direita. O defeito de aceitar sempre e até à última da hora as pessoas de esquerda no seu seio. Não parecemos ter desenvolvido sequer os mecanismos necessários a combater a doença. Por isso perdemos sempre a batalha contra esse vírus.

Duvida? – Veja este tipo de estudo. Alguém de direita não poderá viver, livre, num enviroment de esquerda. Já alguém de esquerda consegue viver e prosperar em ambientes de direita, como este estudo demonstra, sem sofrer qualquer segregação ou penalização por parte das pessoas de direita em relação a si.

Quantas vezes mais teremos que levar nos dentes até aprender? – qual é mesmo o nosso problema?
Pois, continuem a votar nos PSD, que a esquerda deixa.

Em resumo,

Thus, we offer three main results:

  1. 1.

    Participants report having more negative attitudes towards opposing voters.

  2. 2.

    Participants behave significantly more spitefully towards their voting counterparts, which is mostly driven by Clinton voters.

  3. 3.

    Clinton and Trump voters differ substantially in their attitudes and behavior towards opposing voters.

Autoria e outros dados (tags, etc)

sanidade

por Olympus Mons, em 19.11.21

Um bocadinho de sanidade....

 

Já insanidade é esta descriçao do Expresso...

Capture expresso.PNG

"Segundo a linha da defesa, o jovem - que foi filmado a disparar uma espingarda semiautomática enquanto caminhava - agiu em autodefesa quando baleou os manifestantes."

Servem estas coisas para exemplificar o nível de esquerdalhice que é  "a norma" em Portugal. 
Lá pelos EUA metade da nação chora de alívio porque pelo menos legítima defesa ainda é possivel nos EUA, apesar da demência desta gente estranha que é, infelizmente a maioria. Lá como, muito mais grave, por cá também.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estado de torto....

por Olympus Mons, em 19.11.21

Não costumo colocar dois posts de seguida, mas este é uma curta só para referir que obviamente que o veredicto de Kyle rittenhouse não saiu, indicando que existem jurados que estão entrincheirados nas suas posições.

Mas que posições? -  Algo perfeitamente surrealista para mim.

No estado com leis mais … soltas, sobre autodefesa, o estado em que se alguém te der um murro lhe podes enfiar um tiro nos proverbiais cornos… neste caso, porque está carregado politicamente por 12 meses de propaganda da imprensa norte-americana temos um júri que viu todas aquelas imagens e mesmo assim não consegue trazer um veredicto unânime de NOT GUILTY.

Isto poderá levar a um mistrial por Hung Jury, em que estes ao não chegarem a nenhuma conclusão o julgamento terá que ser repetido. - Ou o Juiz acaba com a palhaçada e declara Mistrial with prejudice e o rapaz vai solto. Mas não me parece. A própria defesa de Kyle Rittenhouse já pediu um mistrial sem ser com prejudice porque demasiadas coisas correram mal neste.
ele foi Júri seguido e fotografado por pessoas, algumas das quais se sabe que afinal eram jornalista da MSNBC que seguiam o autocarro e que o juiz baniu do tribunal (perseguir Júris é crime), manifestantes aos gritos na porta do tribunal, Juiz ameaçado de tudo e mais alguma coisa inclusive os filhos…

 

O facto relevante nesta altura é que o Júri pede cada vez mais informação, especialmente relativo a uma imagem que não existe, que é um enhancement de pixels feito por software e que se refere à possibilidade de em algum ponto anterior aos eventos em causa Kyle ter levantado a arma e apontado a algumas pessoas antes de ser perseguido pelo pedófilo Rosembaum que tinha ameaçado matá-lo.
Isto diz muito. Tudo o resto é claro, tudo o resto não deixará dúvidas, mas existe a figura que se Kyle apontou a arma então provocou. E mesmo que isso fosse verdade…o facto de ter fugido depois, de ter tentado parar Rosembaum apontando-lhe a arma enquanto fugia, todo isso tornaria essa provocação já não material. Mas não interessa, porque já não estamos mesmo no reino da razão.
Reparem, à última da hora a acusação saiu-se com essa da cartola, num vídeo que está em disputa e que não se vê nada a não ser uma mancha… mas, tal como acontece em tudo político, bastou a acusação tirar esse truque no último dia, mesmo antes de acabar o julgamento, para que sirva de muleta psicológica aos jurados que politicamente motivados estariam inclinados para considerar culpado Kyle fosse em que circunstancias fosse. Tal como eu disse que iria acontecer.
Isto é assim no mundo real. Os idiotas estão por todo o lado e é tão fácil manipulá-los, tão fácil que chega a ser risível.

No fim nada de surpreendente porque é assim que estoira, e quando estoirar não os deixem sair de lá (!) - The roof is on fire, burn mother fucker burn!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A estrelinha de David ... digital

por Olympus Mons, em 19.11.21

Folgo em ver que a Áustria voltou atrás na sua decisão de colocar em confinamento somente um grupo populacional, um subset da sua população, os não vacinados esse perigo mundial os chamados “unvaccinated”.

Eu vi programas como os unherd sobre esta situação que parecia peculiar aos olhos de qualquer observador com pelo menos dois neurónios e os austríacos estavam perfeitamente confortáveis com esta situação. E lembrar que o que foi feito aos judeus nos anos trinta do século passado começou assim.

The first major law to curtail the rights of Jewish citizens was the Law for the Restoration of the Professional Civil Service of April 7, 1933, which excluded Jews and the “politically unreliable” from civil service. The new law was the German authorities' first formulation of the so-called Aryan Paragraph, a regulation used to exclude Jews (and often, by extension, other “non-Aryans”) from organizations, professions, and other aspects of public life. This would become the foundation of the Nuremberg Race Laws of 1935, which defined Jews not by religious belief but by ancestral lineage and which formalized their segregation from the so-called Aryan population.”

Nesta decisão da Áustria de rapidamente corrigir o que acabara de fazer não será indiferente os alertas que algumas pessoas fizeram que aquilo que estavam a fazer era muito parecido com o que foi feito por eles aos Judeus. Pessoas, como não podia deixar de ser, usualmente vindo da esfera anglo-saxónica porque todos os outros estiveram positivamente a marimbar-se para aquela anátema que estava a ser feita neste pais da união europeia. A tal União dos valores? Sabem aquela que guincha e grita a toda a hora? -  Temos todos que nos ir lembrando que com a saida do Reino Unido da união esta ficou definitivamente mais pobre. - Já em países como a frança optar por ser "não vacinado" implica uma serie de sérias restrições, desde que não se tenha dinheiro para fazer testes de 22 euros a toda a hora.

Mas na Áustria foi demasiado notório as semelhanças com o passado. E poucas pessoas na Europa das carpideiras notou.
O facto relevante é que os austríacos entrevistados estavam achavam perfeitamente normal isto que estava a ser feito aos seus concidadãos. Dizia um dos reporters a que assisti que isto era o que achavam esta elite num centro de Viena durante as suas compras de artigos de luxo e rolex para o natal. Já saindo desta bolha quase elitista e falando com as pessoas que estavam a trabalhar e a descarregar carrinhas por exemplo as pessoas davam respostas diferentes considerando uma parvoíce.

Era curioso assistir ao ar enfadado das pessoas quando o jornalista os lembrava que os vacinados transmitiam a doença tal como os não vacinados. Não computavam e não queriam saber.

Sim, toda esta gente que grita contra a polónia do Kaczyńskiou a Hungria do Orban, contra os Salvini e porque não dizer o André Ventura e o CHEGA… nesta caso estiveram caladinhos caladinhos a rezar para que algo semelhante seja imediatamente aplicado cá.

Por isso é tao importante deixarmo-nos de patetices de causas e voltar a olhar para os princípios. Tem que haver um ressurgimento destes e menos dos primeiros. Por norma causas são desculpas para evadir os princípios.

Isto é relevante porque eu farto-me de dizer que o fascismo é uma coisa docinha, docinha como mel, desde que não seja contra nós. E isto é a natureza humana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Shit Show

por Olympus Mons, em 17.11.21

Penso que se deve concluir hoje o caso de Kyle Rittenhouse.  De uma maneira ou outra deverá ser concluído hoje. Gosto deste risco de escrever antes (horas?) de se saber o veredicto do Júri neste caso.

E continuo a dizer o que já aqui escrevi. Pouca diferença tem este julgamento de qualquer tribunal das bananas num país subdesenvolvido da América do Sul ou em qualquer país do terceiro mundo em que a ideologia dominante pretende um determinado resultado. Nada.

A acusação, o estado, à frente de toda a gente e em direto, permitiu-se minar os direitos constitucionais do arguido que levou o Juiz a explodir em raiva e mesmo à última da hora mostrou que tinha withheld evidence da defesa, entregando um vídeo drone de baixa resolução como prova à defesa do arguido e entregando e mostrando ao Júri um vídeo de muito maior resolução. Isto é negar acesso à defesa de provas.
Em qualquer país do mundo isto era mistrial with prejudice e o Jovem Rittenhouse nunca mais poderia ser acusado daqueles crimes.
A acusação tem mandato para confiscar o telefone da principal testemunha e decide não executar o mandato de um juiz para o fazer? Perguntando ao detetive porque não o fez ele aponta para a acusação e diz que eles disseram para não o fazer?! E o Juiz observa de boca aberta.

A polarização nos EUA atingiu mesmo este nível. Já se tinha notado o que o Juiz federal do julgamento do conselheiro de Trump o general Michael Flynn tinha feito à lei ao recusar-se a retirar as acusações, mas agora já nem se consegue descrever de forma racional.  Agora, estamos perante a possibilidade de após o Júri dar seu veredicto o Juiz se virar e dizer que vai declarar um mistrial, porque houve demasiados erros e ofensas aos direitos constitucionais do arguido? – Que acham que se vai passar se for esse o caso?

Ficam algumas notas positivas. Assistir a Ana Kasparyn dos young Turks admitir que a imprensa lhe tinha mentido e os factos deste caso não tinham nada a ver com o que lhe tinha sido impingido e que assistir aos vídeos lhe tinha mostrado uma realidade complemente diferente. Para quem não conhece a senhora é como que uma mistura entre a Mariana Mortágua e a Joacine a fazer um programa diário no Youtube com razoável audiência. Há quem diga que ela se limitou a fazer aquilo a mando dos seus advogados que antecipam uma catarata de queixas-crime contra estas pessoas, como ela, que descreveram os eventos de forma completamente oposta à realidade. Tal como Biden fez.

Contudo outras pessoas de esquerda manifestaram a estranheza de lhes ter sido impingido uma versão da realidade pelos media norte-americanos que são exatamente o oposto às imagens que lhes foram mostradas durante o julgamento. Imagens que estiveram sempre disponíveis no Youtube… para quem as procurasse através de filtros e keywords corretas passando por cima dos algoritmos do Youtube.

Provavelmente hoje se saberá em que nível de shit show estão mesmo os EUA em Novembro de 2021. 
Uma coisa é certa, em Novembro de 2022 estará um shit-show muito maior!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afinal...

por Olympus Mons, em 15.11.21

E aí está! Começa.

Capture spike new.PNG

https://www.mdpi.com/1999-4915/13/10/2056

Este estudo, publicado na suécia pelo Wenner–Gren Institute, da universidade de stockholm, diz que , oh que surpresa, as spike protein tanto do vírus SARS COV como das vacinas afinal conseguem entrar no núcleo das células onde, afinal, provocam danos irreparáveis na DNA partindo o double strand do DNA, e afinal impedindo que as proteínas BRCA1 e 53BP1 venham reparar os danos. - Estão a ver das dezenas de milhares de danos diários que cada uma individualmente das suas células sofrem, só 20 são verdadeiramente perigosas porque quebram o DNA…Tal como avisado, as spike proteins das vacinas conseguem entrar dentro do núcleo e rasgar aquilo tudo. Que significa? Que é assim que os seres vivos desenvolvem cancro.

Que surpresa que afinal isto acontece? Surpresa que dê jeito para quem está a proteger o backside para não poder ser processado no futuro. Afinal, é uma pandemia, uma pandemia e estamos numa pandemia! (imagine Marcelo Rebelo de sousa a dize-lo)

Como podem reparar nos meus posts anteriores sobre as vacinas eu, enquanto adulto, só queria respostas a estas questões que estavam em cima da mesa desde o início e que eu não encontrava respostas ou estudos. Não suporto viver neste mundo em que as pessoas são tratadas como crianças parvas.

 Atenção, eu não coloco em questão, como podem reparar nos posts anteriores, a decisão de vacinar pessoas com sistemas imunitários deficientes, idosos ou pessoas com comorbidades, eu insurgi-me com o tratar as pessoas como atrasados mentais e começar a vacinar com tecnologias não testadas propriamente crianças e jovens adultos.  Também convém deixar claro que não é por estas coisas acontecer que vamos todos ter cancro ou outras maleitas, ok? Também detesto histéricos hipocondríacos a não ser no particular caso de isto provocar um ataque de pânico ao maior hipocondríaco português Marcelo Rebelo de Sousa.  Só por diversão porque não acho que ele tenha particular culpa de nada.

Agora, afinal, já começa a ser possível dizer que os avisos de pessoas como Robert Malone ou Bret weisntein tinham alguma razão de ser. Agora já podem começar a dizer. Porque ao final do dia, afinal, estamos perante uma pandemia, quem haveria de adivinhar que vacinas experimentais poderiam ter efeitos indesejável???  - Só um conjunto enorme de entendidos que viram a sua vida virada do avesso e nomeadamente cancelados de tudo inclusive do seu ganha pão e modo de vida…cambada de fascistas!

Já se pode dizer que afinal os avisos de pessoas como aquelas que aludo acima de que usar full lenght spike proteins nas vacinas era uma ideia muito má, muito má, porque para conseguir entrar nas células só sendo full lenght  e quem desenvolvia as vacinas devia ter em mente que deveria ter desenvolvido com partial lenght e não com a coisa completa que era demasiado perigoso. - Afinal, agora já se começa a poder dizer?

Afinal já se pode dizer que as vacinas não são seguras, o que se devia dizer é que no curto prazo não produzem frequentemente eventos clínicos, mas que a longo prazo não sabemos… afinal já se pode dizer.

Divirtam-se com o que já se pode dizer.

https://www.youtube.com/watch?v=4Unt03UBhbU

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

CHEGAR aos 10%

por Olympus Mons, em 13.11.21

Que pena não encontrar infografia, para os 10% de intenções de voto no CHEGA! na ultima sondagem a ser publicada, a expresso/SIC.  Num dos posts abaixo tinha manifestado algumas dúvidas sobre a sondagem publicada anteriormente, há dias, com o CHEGA a 5% a par da IL e do PCP.  algo não cheirava bem...

Esta sondagem de hoje aproxima-se das votações que se perceciona estar no horizonte para o CHEGA do André Ventura. Estas sondagens dizem-nos que de uma maneira ou outra, a direita portuguesa vale 10-15 % dos votos.

Mas ao votar, vai-se ao CHEGA ou ao Iniciativa Liberal?  Qual a diferença?

Não oiço do iniciativa liberal nada mais do que aquilo que seria de esperar de um libertarian.  E libertarians não movem a agulha para lado nenhum. Não o fazem no resto do mundo e de pouco servirão para as “guerras ideológicas” do futuro. Entre o iniciativa liberal e o Bloco de esquerda existe uma diferença mínima na abordagem, por exemplo, à identidade dos portugueses. Nenhum dos dois entende ou pretende preservar minimamente aquilo que é suposto ser o bind and blind  (Jonathan Haidt) das pessoas ao identificar-se como portugueses. E quem não tem Bind and Blind vai ser comido, como sempre foram comidos ao longo de milénios. A diferença entre o IL e o BE é que o Iniciativa Liberal só identifica a liberdade como pilar moral e o Bloco a Fairness/Equality como pilar moral. Tudo o resto, cognitivamente não computam e ficam-se naturalmente pelas diferenças das narrativas e colocações ideológica na história. Mas cognitivamente ambos não vão lá, não sentem como real, porque não está nas suas naturezas. 

Por vezes o CHEGA é cansativo, é pesado, e muitas vezes desconfortável de assumir o nosso voto porque carrega sobre si uma carga negativa nas interações diárias com os interlocutores. A esquerda, como medida de poder, consegue esse feito extraordinário. - Acuso logo és. 
O CHEGA até pode ter pisado algumas vezes a linha mas André Ventura foi esperto ao obrigar toda a gente a cerrar a linha antes de pisar essas linhas. É um equilíbrio difícil nos dias de hoje entre afirmar que somos algo que é sustentado em capital social de equilíbrio difícil (como todo o capital social que é frágil, frágil) e não cometer erros que levem os outros a gritar xenófobos e racistas. Eu percebo como é difícil. Nesse sentido penso que André Ventura tem feito um trabalho notável a não negar o que pretende dizer mas também não cair nas inúmeras armadilhas que lhe são lançadas todas as vezes que há uma camara ou microfone à sua frente. Uma coisa é dizer que temos um problema com a comunidade cigana, outra é cair na armadilha de tentar descrever o que pretende fazer assente em pressupostos teoricos. Porque ao final do dia o que há a fazer é reconhecer que se uma comunidade, um grupo populacional é 0,2% da população e é 9% da população prisional e 4% dos recetáculos de ajudas do estado… algo está errado com esse grupo populacional que deve ser observado e interpretado com a intenção de corrigir. E a comunidade cigana é um grupo populacional perfeitamente delimitado, identificado geneticamente e culturalmente. -  Fingir é que não é solução para toda a gente, como é para a esquerda.

Penso que as próximas décadas serão clarificadoras. As próximas décadas, se calhar uma única década, vão testar os limites do multiculturalismo e da diversidade. Sim, acima de tudo nos EUA.  – Aquilo está para rebentar, figurativamente claro. E sempre que se argumentava que sociologicamente, sempre que observado empiricamente a diversidade era uma coisa horrível e sempre pronto a entrar em caos não perecendo gerar hormesis, antes pelo contrário parece entrar em espiral destrutiva, as pessoas do outro lado apontavam para os EUA como exemplo. Vão todos poder observar agora ao que leva a discussão do multi e da diversidade em oposição ao integrar e assimilar.

O CHEGA, tal como VOX em Espanha, tendo os defeitos que têm, são a última voz, o último bastião que protege as pessoas comuns da loucura das novas elites. Novas elites muito, demasiado, jacobinas, saídas por vezes do esgoto e impreparadas para a atenção e poder que subitamente percebem ter. 

Nesta guerra o Iniciativa Liberal é irrelevante, irrelevante, para o futuro de Portugal,  da Europa e do mundo. O CHEGA não é. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

notmetube

por Olympus Mons, em 11.11.21

Penso que as pessoas não percebem bem como funciona o fascismo. Fascismo é prerrogativa de quem tem poder para tal. 
Este meu post é sobre o Youtube, é sobre o fascismo cultural de esquerda (FCE) que é o mundo do social media e da perceção da realidade completamente adulterada que se está a criar no mundo e dos factos. -  É o paraíso dos manipuladores quando todo o planeta é tratado como idiotas uteis.

Como sabem tenho escrito sobre o julgamento de Kyle Rittenhouse. Este julgamento tem, ou tinha, todo o potencial para ser transformado num show ao máximo e assim começou por ser, com referências em todos os meios de comunicação abrangendo todo o espectro político.

A imprensa esteve um ano a descrever o rapaz como o supremacista branco que foi armado para uma manifestação no essencial do Black Lives Matter e para matar pessoas e acabou mesmo por o fazer a duas pessoas e ferindo outra.


A minha rotina por coincidência permitiu e eu fui vendo (ouvindo mais) o Julgamento e todos os dias, todos os dias, até hoje assim que entrava no Youtube aparecia-me várias opções de livestream do julgamento 2 horas antes de sequer começar. Eu olhava para a primeira página do Youtube e tinha, da PBS newshour, da Courthouse TV, law&Crime Network, ABCnews, etc etc. e escolhia o feed que quisesse e via o julgamento.

Mas reparem, o que se passou tem sido peculiar. - Percebam que primeiro são chamadas as testemunhas da acusação e só numa fase posterior as da defesa. Muita gente opinou que a defesa devia ter prescindindo de todo de trazer qualquer testemunha porque bastou as testemunhas da acusação para provar que Kyle tinha agido em autodefesa. Bastava as imagens trazidas pela acusação para provar a inocência do jovem. Parem, não vale a pena sequer, ou se quiser, não arrisquem a estragar porque isto está perfeito.

Contudo ontem o Jovem pediu para testemunhar e assim foi permitido. Kyle, foi coerente, foi conciso, atento às perguntas, e não se desviou da mensagem dele que foi, estava lá para ajudar e só quando sentiu que ia ser morto é que disparou. Muitos consideram dos melhores testemunhos vistos em TV e ainda por cima vindo de um miúdo que acabou de fazer 18 anos.

 

Aquilo foi tão mau, para a acusação, que o juiz mandou o Juri sair e passou-se dos carretos com a o promotor publico, com a acusação, estando em cima da mesa um mistrial with prejudice, onde se considera que a acusação sabendo que ia perder faz uma coisa que provoque a anulação do julgamento por conduta desapropriada e assim tenha mais uma oportunidade… O juiz passou-se completamente. Quem quiser que vá ver porque, mesmo nos EUA, aquilo é épico.

Seguindo em frente. Ontem houve um frisson of delight enorme na imprensa especialmente ligada à direita e até quando espreitei no pasquim mais a esquerda que há o Huffington Post aquilo era a página principal toda com a notícia que a acusação estava a descambar, justiça lhes seja feita.
Desde Ontem, duas coisas aconteceram.

Primeiro subitamente, quando o Juiz estava a bater na acusação, a ABCnews cancelou o feed no Youtube e apareceu-me, “the vídeo is no longher available!” …. What the fuck.

Segundo, hoje, no Youtube no meu feed que resulta do Machine Learning, do tensorQ da google que também alimenta os algoritmos do youtube, não existia um único, um único, vídeo de feed do julgamento.  Aparecia um do julgamento do senhor Arbury mas de Kyle nada. Nada.

Insisto - Vejos várias páginas e nada. -  Volto a procurar por “kyle Rittenhouse court” e aparecem vídeos do passado mas nada do live feed. – Só quando ponho filtro da ultima hora é que, entre outros, encontro um live feed.
Percebam como funciona? Quando uma hora depois de estar a ver volta ao Youtube mainpage apareceu os feeds. Todos. É assim que funciona. Não é censura do século passado. Se eu não quisesse mesmo ver o dia 9 do julgamento aquilo teria passado ao lado. Se eu não fosse perseverante na busca só encontraria vídeos do passado e não teria interesse… quando o Youtube percebeu que eu estava a ver o feed, depois já apareceu os feeds todos que aparecia nos outros dias. Simples a censura não é?

Fascismo… é isto. Não é como nos anos 30 do século passado, mas é fascismo igualzinho!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os contos de fadas

por Olympus Mons, em 11.11.21

Capture MWP.PNG

Não que se seja a parte mais relevante do debate que por estes dias está tão foco, mas porque é daquelas coisas que foram baixas, casualities, ao longo do tempo. Como já não tem relevância porque o mundo já nem está nem aí penso que aos poucos vão caindo por entre os dedos estudos que acabam publicados em jornais científicos de referência sobre aspetos do clima, ou do paleo-clima, ou arqueo-clima se quiserem.  Refiro-me obviamente ao até há pouco tempo impublicável “Medivel Warm Period was warmer than today”. – Para quem quiser se divertir, esteja à vontade.

https://link.springer.com/article/10.1134/S1995425521030094

https://www.nature.com/articles/s41598-021-94465-1

https://www.cambridge.org/core/journals/quaternary-research/article/abs/sea-surface-temperature-seasonality-in-the-northern-south-china-sea-during-the-middle-holocene-derived-from-high-resolution-srca-ratios-of-tridacna-shells/DED2FF2A30E43BBEC941547CE9D0A03B

https://agupubs.onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1029/2021GL094545

Em resumo, aquele argumento do Warmer period era uma coisa local, era uma coisa na Europa e não no planeta inteiro há muito que pela penumbra da ciência dos dias de hoje caiu e ninguém notou. Estes papers acima são só mais alguns que o demonstram por outras regiões do planeta que não na Europa. Enfim.

O mais curioso destes papers é notar, em alguns dos gráficos que mostram o tamanho do LIA (little Ice Age) que ocorre há cerca de 500 anos.

Já tinha lido que o LIA, há 4/5 séculos atrás teria sido o ponto de temperatura mais baixo de todo o período do Holoceno. De todo o holoceno.
Mas porque isto é importante?

Porque quando eles dizem que temos que limitar o aumento da temperatura a 1.5C, ou se quiser a 2C, muita gente não percebe que é desde a revolução industrial. Quando se diz que o planeta subiu a temperatura em 1.2C…. é desde o período da revolução industrial. Logo, importante, logo, o ponto de referencia desta gente é um ponto no tempo em que o clima do planeta estava a recuperar do ponto mais frio de todo o holoceno. Estão a ver, é como se eu dissesse que vamos medir a altura das montanhas mas a minha montanha conta do fundo da fossa das Marianas… What the fuck!?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Prioridades

por Olympus Mons, em 10.11.21

Relembrando aquela história da fundadora do extinction rebellion, fundadora, que obviamente conduzia um carro a Diesel o dia todo porque tinha que levar os filhos aos treinos de tudo e mais alguma coisa por isso era óbvio que no caso dela era incontestável que precisava de um carro de funcionasse o dia todo.

Claro que essa coisa de atirar toda gente para a idade da pedra era para os outros, porque quando toca a eles, era óbvio que não se referiam a eles (obviamente). Quem por aqui passa sabe que já expliquei vezes sem conta que esta gente de esquerda sofre mesmo de uma… deficiência, que é não passar por pathways neurológicos autorreferenciais antes de abrir a boca ou formar opinião.

Durante uns dias perguntou-se porque o Governador do estado mais progressista e ambientalista dos EUA, o Governador que usa o perigo das alterações climáticas para tudo e mais alguma coisa, o governador que se pavoneia por terras queimadas por incêndios a falar do fim do mundo pelas alterações climáticas … se tinha baldado a comparecer no COP26.

Que coisa terrível teria acontecido a Gavin Newsom que o impedisse de atender a um evento desta importância para algo que ele considera ser de extinction level para a humanidade e para as pessoas que representa.  Especulou-se que seria por ter levado mais uma dose da vacina contra o COVID, depois soube-se que era algo com os filhos e por isso especulou-se que haveria um problema grave de saúde com um dos filhos.

Ontem finalmente ele explicou a sua ausência no COP26. … Os filhos pediram para ele não faltar às festas do Halloween!
I K I D Y O U N O T, o senhor acha que as alterações climáticas são a maior ameaça à humanidade desde sempre e que irão provocar danos irreparáveis à vida dos seus filhos e netos, mas participar num dos eventos mais importantes para o estabelecimento de metas e consagrar acordos que irão reger a mida de milhar de milhões de pessoas e acima de tudo as pessoas que ele representa e a quem impõe as mais draconianas medidas económicas por causa das alterações climáticas, fica em segundo plano para as festas de Halloween dos filhos?!?!?

Eu digo-vos, ficaria surpreendido mas já não fico, porque a primeira coisa a entrar em extinction foi a lógica, foi a inteligência e o bom senso. Essa foi a primeira vítima do histerismo das alterações climáticas. Dear Lord…!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O mundo...

por Olympus Mons, em 09.11.21

No mundo dos patetas é assim. Obama foi ao COP26 e foi o energizador de serviço.
A vedeta entra e faz o discurso redondo, o do teleponto e ..the crowd goes wild.

Como bem provou na sua festa dos 60 anos, Barack Obama não é um estadista, Barack Obama é um entertainer.  

No mundo dos patetas ninguém repara que ele foi presidente dos EUA durante 8 anos e só assinou o acordo de Paris, literalmente, quando estava de saída. E ainda por cima, como ordem executiva ou seja sem o trabalho legislativo de passar pelas camaras de forma a que se transformasse em lei.  - Assim, sabia muito bem que o próximo presidente poderia sempre reverter a decisão tao facilmente como foi tomada.

Curioso como ninguém fez booo quando ele fala da administração Biden como retomando a normalidade após Trump, normalidade que traria os EUA para a liderança do combate às alterações climáticas, dias após o próprio Joe Biden ter ameaçado os países da OPEC se não aumentassem a produção de petróleo (CO2) e logo após os EUA não terem assinado a convenção do Carvão (terminar uso nos anos 30-40), juntando-se à China nessa recusa. -  Ninguém, ninguém critica, ninguém faz booo? -  Ou melhor ninguém grita “Lets go Brandon”?

E isto até tem piada porque de acordo com o cenário que dá azo a todo esta histerismo que alimenta estas crianças imaturas de todas as idades o consumo de carvão como forma de energia teria que aumentar 5 vezes nos próximos 80 anos. Para ser possível chegar ao RCP8.5 entre muitas outras coisas estapafúrdias, o consumo de carvão teria que explodir no planeta todo. Contudo se for ao EIA (informação consumo energia) lê que o pico foi atingido em 2013 e que consumo se manterá estável durante as próximas décadas e que acabará por ser abandonado por volta de 2050.

Qualquer pessoa que verdadeiramente conheça todas as ramificações e perigos da crença religiosa de que o mundo está em perigo pelas alterações que ocorrem no sistema climático sabe que o maior perigo de todos, de longe, é uma geração que vai crescer a acreditar que está em perigo e que está a criar um nível de ansiedade raramente assistido no passado. Esse é o perigo maior. Dentro de pouco tempo, se não já, vai ser impossível reverter qualquer argumentação porque já é dogma. Não é para ser contestado.

Vejam o caso de Tuvalu. António Guterres com as perninhas dentro de água, o presidente da nação a fazer discursos políticos com água pela cintura. Meu Deus, vão morrer, vão afogar todos. … Não fora o facto da ilha ter crescido em massa terreste 3 cm nos últimos 40 anos! kid you not! Esta gente é mesmo assim maluca. Factos são completamente irrelevante para eles.  Irrelevantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estado de direito?

por Olympus Mons, em 05.11.21

Ontem vi a sessão inteira (terceiro dia) do Julgamento de Kyle Rittenhouse

É daquelas coisas que tem o potencial para ser estudada durante décadas.  Kyle Rittenhouse é o jovem de 18 anos, na altura tinha 17, que disparou sobre manifestantes/amotinadores (rioters) durante os protestos em kenosha Wisconsin, que protestavam violentamente após os policias terem disparado sobre Jacob Blake para proteger as crianças que estavam no carro. - Jacob Blake cujos policias envolvidos foram ilibados de qualquer atuação menos correta. Aliás, o próprio departamento de justiça nos EUA que mais parece uma sucursal dos BLM recusou-se a fazer qualquer acusação aos policias.
Enfim. Bem mais interessante é o julgamento do Jovem Kyle.

Quem conheça o caso, e tenha visto o dia de ontem, instintivamente achará que nem num milhão de anos o jovem Kyle deixaria de ser ilibado. Nem num milhão de anos. Contudo, até eu observando à distância, tenho sérias dúvidas que isso aconteça. E esse é o fenómeno que eu acho que será estudado durante décadas se não séculos, passado estes anos 20 loucos.  Porque não me surpreenderá que os jurados o considerem culpado. Nem um bocadinho surpreendido.

Ontem testemunharam todas, todas, as pessoas com envolvimento directo, ou que estivessem perto, contacto ou conhecimento dos eventos.  Incrível. O mais relevante de todos claro que foi Richie McGinniss o videográfico que viu tudo (porque corria atrás dos dois) e que ficou depois dos disparos iniciais a tentar reanimar o atingido, levando-o inclusive para o hospital.

E este é um acontecimento que tem muitas imagens. Footage, drones, aéreas, telemóveis, tudo e mais alguma coisa.
Aquilo que os Jurados daquele julgamento viram nas imagens (passadas pela acusação) foi um jovem com uma arma sim, mas também com kit médico a percorrer as ruas a perguntar se alguém necessitava de cuidados médicos. Um jovem que era voluntário de tudo e mais alguma coisa e tinha uma aparência muito jovem, muito juvenil e até frágil. Vulnerável. 
Essa vulnerabilidade fez com que Ryan Balch (outro homem armado e que testemunhou), ex-militar de 2 tours no Iraque, tentasse ficar ao lado dele para o proteger e assim testemunhou.

E aquilo que se sabe é isto:  Assim que se separou de Ryan Balch o jovem Kyle foi perseguido em sprint por Rosembaum (primeiro a ser abatido), que anteriormente tinha dito aos dois que quando os apanhasse a jeito os matava, um homem descrito por testemunhas como hiperagressivo, que hoje se sabe violador e abusador de menores (kyle parece um miúdo), que tinha passado o dia com um comportamento errático. 
Richie McGinniss, apesar do esforço do procurador, explica, vez após vez, após vez, que Rosembaum se atirou á arma do jovem Kyle, que se ouvia tiros, que Kyle só se virou porque o sitio onde se meteu ao fugir de Rosembaum era como um beco e ele não teria como fugir, que, que, que…

Mas porque este caso será estudado? – Porque nos dias de hoje, no estado com leis mais permissivas de autodefesa de todos os EUA, Kyle Rittenhouse arrisca-se a ser condenado. Não sei de quê porque olhando para aquelas imagens, e de acordo com as leis do estado de Wisconsin, é o mais bem registado caso de autodefesa até hoje documentado, videogravado, de autodefesa, mas isso, nos dias de hoje nos EUA, não é garantia nenhuma que aqueles jurados não o condenem.  Porque nesta altura os EUA já não são propriamente um estado de direito a 100%. Não a 100%.

Autoria e outros dados (tags, etc)

voltar a dar...

por Olympus Mons, em 05.11.21

E aí está a primeira sondagem.

Capture sondagem 2022.PNG

Claro que não é a melhor das sondagens, bastará ver de onde vem e onde é publicada (na minha opinião Aximage é... o que é) e claro que as coisas irão clarificar nas próximas semanas e nas sondagens que se seguirão, trazendo uma melhor expressão sedimentada da vontade do eleitorado.

Mas… não serão assim tão, tão, diferentes. Se alguma coisa mantenho que o meu instinto colocado neste post (https://barradeferro.blogs.sapo.pt/sr-primeiro-ministro-202424) estará, o futuro o dirá, mais correto do que esta sondagem.

Relembro a minha previsão:
PS= 34 - 37%
PSD = 28 - 31%
CHEGA = 8.0 - 10%
Be = 5.1 -6.5%
PCP =4.4 - 5.5%
IL= 4%
CDS = 2.1%
PAN = 2.8 %

A lógica diria que se avizinhava uma viragem à direita, mas se há coisa que pode levar para o banco é a ilógica crónica do Tuga.
Acresce a isto que a geringonça era, e é, parte integrante do ideário do português saído do 25 de Abril após a normalização pós PREC e houve durante os últimos 6 anos uma tranquilidade emotiva-política que não me lembro ter par. Se juntarmos o PSD, que por direito próprio merece lugar à esquerda, temos a alma de Portugal nos 85-90% dos votantes. Nada disto mudará nas eleições de 30 de Janeiro. Tal como a maioria de deputados à esquerda também não mudará.

Cedo saberemos qual a jogada de António Costa.  Se ele insistir que com ele não haverá mais geringonças… existe a possibilidade de o PS acabar com maioria absoluta. Bastará para isso que o PS, os donos disto tudo, acionem os pundits, jornalistas e opinion makers a seu soldo e a maioria absoluta será possível.
Contudo não me esqueço que o cascar no Costa tinha começado antes desta crise, logo não conto com essa ajuda a Antonio Costa por parte do FCE, antes sim, que vão deixar rolar, fingir baralhar e voltar a dar  até tudo ficar na mesma… e o Pedro Nuno acabar Primeiro-ministro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Colona!

por Olympus Mons, em 03.11.21

Joacine Katar Moreira não parece ter qualquer ancestralidade pigmeu nem qualquer ancestralidade Khoi(San). Nisto penso que poderemos todos concordar. Sendo assim obviamente que a Joacine é descendente de Bantus como a maioria dos africanos sub-saharianos.

Os antepassados da Joacine, aprenderam a praticar agricultura (slash and burn) e do seu ponto de partida nos camarões foram conquistando, foram colonizando o resto de Africa. Sim, a Joacine e o Mamadu são tão descendentes de colonizadores como qualquer Europeu.  

Por toda esta Africa, antes deste processo de colonização dos antepassados da Joacine, existiam Pigmeus, Hadza e Khoisans por regiões vastíssimas no continente. E basta analisar o ADN desta gente para perceber que são de um admixture bastante diferente daquilo que hoje em dia denominamos Africanos. Curiosamente aquilo a que hoje chamamos Africanos, aquilo que instintivamente identificamos como africanos, é algo bastante recente em vastíssimas partes de África, como por exemplo a parte sul do continente. Lembrar que existe maior proximidade, menor fst (fixation index) entre um nigeriano e um europeu do que entre um Nigeriano e um bushman Khoisan, que se separaram há mais de 100,000 anos (!).

Além destes, sabemos que no ponto de origem dos ascendentes da Joacine, os colonizadores Bantu, vivam os Shum Laka, que foram extintos. Não será muito difícil de imaginar quais os mecanismos através dos quais estes foram eliminados. Não existem muitas componentes genéticas que tenhamos encontrados e que tenham sido extintos, ao invés, fica sempre uma parte do ADN autossomal que é miscigenado com os invasores. Curiosamente os colonizadores dos quais a Joacine é descendente eliminaram completamente o ADN dos Shum laka. Qual é o outro nome que damos a isso… ah, já me lembro, genocídio.
Curioso como seja ele os pigmeus enfiados em habitats de floresta quase impenetráveis, seja Hadza no plateau do Serengeti ou Khoi no meio dos inóspitos ambientes do deserto do kalahari, tudo parece indicar fenómenos de colonização muito pouco inclusivos, não é. Ao menos os Europeus ao colonizar não atiraram os indígenas para os sítios mais inóspitos que havia. Não colocaram os índios no meio do deserto do nevada pois não?

Temos que parar de aceitar que a esquerdalhada defina os termos exatos das conversas que podemos ter. Podemos falar sempre do colonialismo não podemos é reduzir o termo e conceito à colonização europeia. Colonizadores foram todos (praticamente) e descendentes de colonizadores/colonizados, esclavagistas/escravos, violadores/violadas somos todos nós (!). Todos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma no cravo...

por Olympus Mons, em 03.11.21

Ainda há dias Joe Biden literalmente ameaçava a OPEC de graves consequências se não aumentassem a produção de petróleo para baixar o preço nos mercados. Podia ser algum tipo de emergência, mas o preço do barril está à volta de 80 dólares, o que abaixo dos 100 não constitui situação perigosa e de certa forma até compreensível dado os problemas logísticos na pandemia. 

Dias depois, com um motorcade de 80 carros, está na COP26 a fazer um discurso redondo, estupido (leia-se de esquerda) sobre compromissos, urgências e neutralidade carbónica no ano 2050!

Depois ataca Putin e Xi Jinping por não estarem presentes, e Modi vai lá falar de compromissos de neutralidade em 2070. -  Tudo isto é muito reconfortante.

reconfortante porque nos diz que lá no fundo, lá no fundo, eles terão noção de que uma coisa é o kayfabe outra coisa é a realidade.  Fazer compromissos para quando todos estiverem mortos deve ser facílimo, não é?

Fosse o Trump numa incongruência destas e o facto era notado e relatado durante semanas. 

Entretanto curiosamente os EUA tinham o compromisso de baixar em 25% as suas emissões até ao ano de 2025 e aparentemente irão conseguir. E tudo devido a uma iniciativa de privados, o fracking, que permitiu aos EUA fazer essa redução. Incrível, não é? A iniciativa privada já mostrou 30 biliões, 800 milhões, Cento e quarenta mil vezes, repetidas, repetidas, que é a solução para todos os obstáculos…. E caminhamos nós para um mundo mais estatizado do que nunca, cheio de wokes e esquerdoides que querem comités centrais a mandar em todos os aspetos das suas vidas. Curioso, não é?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não tem de quê

por Olympus Mons, em 01.11.21

Vai ser curioso perceber como evoluirá a censura cultural do fascismo de esquerda que governa culturalmente o mundo e está em vias de dominar as sociedades ocidentais.


Uma das coisas que acontecerá é que livros como as viagens de Ibn Battuta, o Rihla, e as seguintes viagens que fez, irão formalmente desaparecer. O que quer que seja o desarranjo mental que se seguirá na história do fim do ocidente registos históricos como os relatos deste explorador marroquino no século XII terão que ser escondidos ou de outra forma tornados inacessíveis às narrativas que se vão tornar prevalecentes porque nada é mais politicamente incorreto, nada é mais anti-woke, do que ler obras descritivas das sociedades ao longo da história desde que a escrita foi inventada. Literalmente as próximas gerações viverão em história inventada que nada terá a ver com a realidade. Não terá verossimilhança com a realidade mesmo que sob o prisma e bias de quem a escreveu.

Quem ler Ibn repara em duas coisas que deviam ter mais atenção.
A primeira é que a escravatura era um relato constante das descrições e relatos dele. Ele descrevia os soldados, os serviçais e os escravos como alguém descreve as ruas e os edifícios. Era banal, banal, banal.
A segunda coisa que se repara é no constante relato dos escravos brancos. Constante, constante. Escravos eram oferecidos, trocados e nas escravas que lhe foram oferecidas no caminho ambas acabaram por ter filhos dele. Alas. Escravas sexuais era um relato de uma normalidade impressionante.

Mas reparem.
 Ele partiu pelo Norte de Africa (escravos), parou no Cairo (escravos) foi no Haj até Jerusalém e Damascoescravos.
Iraque e Pérsia e … escravos e escravos.

Desceu a costa Este de Africa até ao Sultanato do Kilwa… escravos.
Subiu até Anatólia (Turquia), escravos, escravos, escravos e tantos brancos, muitos escravos gregos, escravas de pele muito branca e outros vindo das estepes, ou seja, do que hoje é a Ucrânia e Rússia.
Ele atravessou o Mar Negro e subiu até essas terras das estepes do extremo da europa de Leste, no norte do mar negro, para aquilo que era a Golden Horde da dominância Mongol e escravos, escravos, especialmente a descrição das “crianças das estepes de ar triste que eram vendidas como escravos” e que a maioria deles todos, muitas escravas de pele muito clara que acabavam vendidas no Cairo.  

Foi até à India e novamente são descrições que envolvem escravos. E escravos e torturas que não lembra o menino Jesus.
Depois foi para o Sri Lanka, Malaca e chega à China…. Escravos. Tudo com histórias de escravos por todo o Lado. Os Chineses que chegavam à India e traziam escravos como ofertas e vice-versa.
Depois voltou a casa e fez uma última viagem, sobre a qual já aqui escrevi, descendo até ao Mali e novamente descrevendo como era o tráfico de escravos.

Relembro que estamos a falar de século XII e que só alguns séculos depois se iniciaria a expansão e colonização por parte dos Europeus, nomeadamente os Portugueses.

A escravatura era um método de extração de trabalho ubíquo, comum e banal desde o o terceiro milénio antes de cristo. Pelo mundo fora era usado tal como se usaria a profissão de carpinteiro ou comerciante.
O tráfego de escravos negros pelo mundo islâmico atingiu píncaros com os escravos negros que eram levados para a China (!), especialmente durante a dinastia Tang (618 A.D.) que havia um comércio de escravos negros, os chamados Kunlun, para a China levados pelos Árabes, que pese embora houvesse mais escravos chineses era um símbolo de status ter os exóticos Kunlun.  Isto durou até ao fim da dinastia song (1280 A.D.)

Por isso, tudo o que os Europeus fizeram foi chegar a Africa e dizer que “temos procura” que a oferta estava lá toda com os meios de produção de escravos perfeitamente montados oleados e otimizados por mil anos (pelo menos) de escravatura africana.

E, volto a dizer, se eu fosse um jovem negro apanhados pelos caçadores de escravos negros e me perguntassem se eu queria ir com os senhores dos barcos para o outro lado do oceano ou queria ir para norte como os senhores árabes… eu atirava-me ao mar, subia pela ancora, agrilhoava-me ao barco e dizia, “fuck you, daqui ninguém me tira que com aqueles gajos para o norte de Africa é que eu não vou!”

Essa é que é essa, Joacine e Mamadu!.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs