Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A ver vamos...

por Olympus Mons, em 09.08.21

Capture hP.PNG


Capture Mjones.PNG

Na minha rotina jornalistica passo sempre por publicações como estas, como HuffPost e Mother Jones. Nunca poderia ser acusado de só ler uma das partes idiológicas.

E, por exemplo, em relação às vacinas a incompreensão destas digital media para com as pessoas que optam por não tomar a vacina não passa de uma aferição custo / benefício de curto prazo mas nunca li nada, nada, relativo ao que eu considero ser o perigo. Reparem que não deixa de estar certo em certa medida. Para quem só vive os próximos meses, será que o risco de desenvolver por exemplo uma Myocarditis justifica a recusa a tomar a vacina? Eu não sei. Aguardo por analises como por exemplo das analises a ser feitas à base de dados VRIE nos EUA, onde na maioria profissionais da saúde, registam voluntariamente dados relativos a sintomas.  Mas como já disse, não vi nada que impeça um adulto de morder a bala e dar o ombro.
Mas não se iludam. -  Eu não sei se tive uma Myocarditis ou pericarditis… mas sei que durante um mês após a segunda vacina o meu coração andou a patinar. Notava no ritmo cardíaco (porque meu relógio está sempre a medir), na capacidade cardiorrespiratória e até para se honesto num certo desconforto naquela zona. Mas ok, estou aqui e não morri nem senti necessidade de ir verificar. É a tal coisa do morde a bala, cala a boca e vai trabalhar. Melhor remédio para muita paranoia no mundo. Contudo, pessoas como eu que acham que se fores um adulto, após o prime da tua idade de reprodução, deve tomar a vacina e calar a boca mas que, por outro lado, possuem bastantes reservas relativo a dar vacinas de Mrna e Adenovirus a pessoas que não correm qualquer risco de adoecer gravemente com o Coronavírus são denegridas como negacionistas das vacinas. É aquela coisa que aprenderam com os revolucionários socialistas de chamar sabotador a qualquer pessoa que não se ajoelhe perante os seus Kayfabes.

Em momento algum encontro neste tipo de publicações qualquer explicação ou preposição relativo aos perigos que por exemplo eu já aqui alertei da acumulação de Spike Protein em determinados órgãos, que será algo a ser um problema grave dentro de algum tempo.  E quanto mais tempo passa sem haver resoluçao para as perguntas colocadas mais apreensivo eu fico com as verdadeiras razões para tal. Se para algumas pessoas, bem mais expertas que estes patetas destas publicações, caso aja repercussões no futuro vai funcionar como desculpa. Já esta gente, se isso acontecer que espero sinceramente que não (eu tomei, não é?) em tempo record vão encontrar um culpado, um bode expiatório, que vão ser na certa as farmacêuticas. É aquela coisa da indignação. Já quem manda, ao final do dia, a lição a aplicar será a mesma. - Sentindo o perigo os políticos vão virar as baterias contra a Pfizer, Moderna, etc. Nada de novo.

Eu por mim, fico sentado a ver a vacina Novavax a levar tempos infindáveis a ser opção. Azar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.08.2021 às 11:39

Eu no meu caso com 35 anos, o meu coração andou esquesito (género arretemia), logo na primeira dose da phizer e com dores no peito durante 3 dias. Levei à 3 dias a segunda dose e não senti nada para além de cansaço.

Cumprimentos.

João Lopes
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.08.2021 às 10:21

Caro João,

então se em breve, os mesmos que o seduziram cair na armadilha, que duas doses iriam chegar, dizerem, que precisa no futuro mais e mais, e mais?

Já falam, de duas doses regulares por cada ano. Ou uma cada ano.

Isso vale a pena? Não quer criar uma família?

Se falecer muito antes, os seus falsos "amigos", vão negar qualquer relação com a tal falsa vacina.

Há meios de se prevenir sem a vacina contra esta burla qualificada e muito, muito mais baratos. Mas isso os porcos não querem.

O nosso problema não é a vacina, mas os planos malvados, que a esquerda quer implantar sobre nós, contra a nossa vontade, sem nos perguntarem, se estamos de acordo.

Jornaleco
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.08.2021 às 00:42

Caro Jornaleco,

Sigo com atenção os seus comentários dos quais concordo a grande maioria e agradeço a sua resposta.

De facto Deus proporcionou me uma família com dois filhos do qual sou grato.

Estou de acordo com o que escreveu e sinceramente não queria levar a vacina, mas infelizmente tenho a noção de que cedi à pressão de vários lados, principalmente por via profissional por trabalhar por conta própria juntamente com a minha esposa.
Também agradeço a Deus por ter uma actividade considerada essencial. Acontece que é o que é e agora já não há volta a dar.
Em relação às 3ª dose, de momento para mim não intenciono tomar. Já chega desta "experiência".

Para terminar actualização sobre os efeitos da 2ª dose que levei, hoje já tive mais sintomas que eles consideram "normais".

Obrigado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.08.2021 às 10:13


1.
Citação:
"[...] dentro de algum tempo [...]"

Quanto tempo, caro Olympus? Quanto?
Mais um ano? Ou o próximo inverno já vai dar?

Eles não dizem a verdade sobre a injecção, as putas da RTP et al.


2.
Provado está, que isto não é nenhuma vacinação, mas um crime, um crime de tão grandes dimensões, que muitos vão ficar estupefactos e ainda são ignorantes.

Basta ler a letra pequena do contrato. Ninguém com juízo, após ler o contrato, ligado às pseudo-vacinações, o faria.

Isto é tudo parvo, criminoso.

Fazem a "vacina falsa", fazem contratos para dez anos, que ninguém pode ver. É proibido analisar o veneno. Não querem responsabilizar-se. Isto é tudo doido.


3.
Pior, só governos da esquerda, é que tratam o cidadão como esterco, como um ser humano de quarta classe, pior que um escravo. Esses filhas da putas, que diziam lutar para libertar o escravo!

Isto demonstra o esterco criminoso que se instalou em Lisboa. É os frutos do veneno, que se instalou em Portugal após 1974.


Jornaleco


Eu nunca me vou deixar injectar esse esterco e veneno. É óbvio, que uma intensão é destruir a possibilidade, de os seres humanos, poderem ter filhos, no futuro.

Bill Gates é um doido, dos piores que se pode imaginar. E já o facto, de ele estar envovido nisto, prova que isto é uma burla.

Pior, este papa corrupto e inimigo de todos os cristãos, em Roma, esse argentino e maçónico, esta a fazer propaganda, para o veneno, a defender os interesses da puta Bill Gates.

Ambos merecem a morte, sem piedade.

Isto é a pior blasfémia, que se pode imaginar.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.08.2021 às 12:26

The five messages are:

1. The virus is not spread asymptomatically. That is, only sick people give it to other people.

2. We should stop testing symptomless people. That just generates false positives – creating extra ‘cases’ and extra concerns. ‘There shouldn’t be a single person on Earth that should undergo an asymptomatic test or a test done on a routine basis. For any reason. People ought to just walk past these testing stations. They have absolutely no standing whatsoever.’

3. Natural immunity is robust, complete, and durable. It cannot be improved by vaccination, or any other method. A person who has developed immunity after exposure to the virus is at minimal risk of becoming seriously ill again from Covid. Where apparent cases of that kind have been reported, a misinterpretation in the test procedure has been responsible.

Even with loosely defined cases, 11 studies involving 650,000 individuals showed a long-term recurrence rate of only 0.2 per cent. ‘Someone who is naturally immune can walk up to someone who has Covid-19, get a big cough in the face, and they are not going to get the illness.’

4. Covid-19, no matter what the variant, is easily treatable at home with simple, available drugs. About 88 per cent of hospitalisation and death is avoidable with early treatment. ‘The only way people end up in hospital and have a miserable time is when they receive no treatment.’

It’s easy to treat the illness early on, when the symptoms are mild. It has three major components: Viral replication, inflammation, and thrombosis – blood clots. Once these develop, they lower oxygen levels in the lungs and are hard to reverse.

5. The current Covid vaccines – AstraZeneca, Johnson and Johnson, Pfizer, and Moderna – are obsolete. ‘They do not cover the new variants. Patients are being hospitalised and getting sick, despite having the vaccines.’ And because of the record levels of deaths and injuries reported after the jabs, they should be considered ‘unsafe and unfit for human use.’

McCullough delivers this message in a four-minute video posted on LifeSite News.


Fonte(s):
https://www.conservativewoman.co.uk/the-five-key-covid-truths-that-could-have-saved-us-from-self-destruction/

https://rumble.com/vkpyfr-dr.-mccullough-5-most-important-truths-about-covid-19.html


Jornaleco

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs