Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A ver vamos

por Olympus Mons, em 16.01.22

Terminado os debates fica aquilo que era óbvio.

Tudo na mesma. As pessoas votam nos seus clubes. Seja esse o clube de sempre ou no caso do IL, CH, Pan nas versões novas dos seus antigos clubes. É assim aqui como será presumo na maioria dos países no ocidente.
Se excluirmos as sondagens da conveniência que sabemos como dá para fazer, a verdade é que temos o PS a ganhar, o PSD no osso dos 29% e o CHEGA como terceira força.

Vistas as últimas sondagens (como esta acima diária na CNN) não se distanciam da minha previsão feita em Outubro.

Relembro a minha previsão:
PS= 34 - 37%
PSD = 28 - 31%
CHEGA = 8.0 - 10%
BE = 5.1 -6.5%
PCP =4.4 - 5.5%
IL= 4%
CDS = 2.1%
PAN = 2.8 %

Espero sinceramente que as minhas previsões se concretizem dentro de 15 dias, que o CHEGA elega um número decente de deputados, que esses deputados sejam decentes, que o partido se mantenha decente. André Ventura já provou que caminha perfeitamente o arame do trapezista mas nada nos dirá que não seja Joacinado por algumas das pessoas que escolher. Ouvi as perguntas de um tal Jorge Moreira Pires que parece em tempos foi do CHEGA no fórum da TSF a André Ventura e fica claro que, como sempre acontece nestes partidos, os patetas gordos narcisistas de calcinha apertada e sapato bicudo ainda por lá andarão e prontinhos para minar o partido em prol dos seus egos. Gente pequenina. Leva anos a escorraçar este pessoal. Perguntem a Santiago Abascal. Por cá tenho a certeza que muito gente no CHEGA ainda lá está por causa das suas paranoias, dos seus complexos, frustrações. Gente que não quer nada mais que não seja um palco para berrar a sua pequenez e tacanhez (desde que votem, é só calar-lhes a boca).  

A importância do CHEGA está exclusivamente na preparação de alguma resistência de uma parte da população europeia que tem orgulho na sua identidade, na sua ethnogenesis, na sua história.
O valor do CHEGA está, na minha interpretação, exclusivamente nos parâmetros sociológicos que tenta introduzir na imagística diária das pessoas e no discurso social e político em que se distância do fascismo cultural de esquerda.
Que fique claro, só aceito votar no CHEGA, como mecanismo de luta contra o tal FCE.

E este fascismo instalado, por cá muito contextualizado pelo 25 de Abril, estando completamente hierarquizado em todos os estrados da nossa sociedade, mas sendo uma network fascizante nonetheless, é frágil (como todas as redes muito hierarquizadas) a partir do momento em que resistes, no momento em que não permites que sejam eles a definir o verbo tem a tendência para não conseguir montar uma resistência perseverante. Não desistas e os nódulos começam a trair-se uns aos outros.
E essa é a primeira métrica, o modo como contestas as normas do discurso permitido. Permitido pelo FCE. Não contem com o PSD ou o CDS para defender esse direito da esquerda definir o que é permitido, e claro muito menos o IL que são aquelas pessoas para quem identidades valem tanto como para alguém do BE.

 O mais importante é que o FCE é frágil mas, como todas essas hierarquias, é paranoica e muito reativa ou se quiser intempestiva. – A paranoia nota-se a cada comentário por parte de comentadores, politólogos e jornalistas no fim dos debates, nas palavras de qualquer convidado para analisar nos pasquim aqui do burgo.
Lembrem-se sempre disto. Uma rede demasiado hierarquizada está sempre mais podre quanto mais paranoicamente os seus elementos reagirem.  Nessa métrica, este regime apodreceu muito rápido, convenhamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De mcmp a 20.01.2022 às 00:40

Falta aí o Livre, que tem estado a subir, infelizmente...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs