Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Birra!

por Olympus Mons, em 05.02.21

Capture ana gomes 2.PNG

 O antigo regime tinha pessoas, famílias, que eram até certo ponto donas do regime. Foi em grande parte contra o status quo que se identificava com essas famílias, representado muito a nível local e regional, que se deu o 25 de Abril. Isto simplificando, claro. - Deu-se o 25 de Abril porque uma mão cheia de militares se chateou, mas OK.

Ocorre-me que neste nosso regime saído do 25 de Abril também existem famílias, na maioria identificadas com o Partido Socialista, que também são donos disto tudo. Esta gente, como a Ana Gomes, tal como as famílias do antigo regime, assumem o seu status quo especial na nossa sociedade como um permit para que tenham sempre aquilo que querem. Nem percebem que em pouco se distinguem daquelas outas famílias do anterior regime na incompreensão do resto da sociedade.

Esta notícia na imagem é nada mais que: a fascista Ana Gomes, aos ombros do seu elitismo de família socialista, a fazer birra. Nada mais.

Não soubesse eu como funciona o cérebro de um esquerdoide e ficaria surpreendido como não reparam que o que ela pede para o CHEGA é nem mais nem menos do que aquilo que as pessoas no anterior Regime pediam para pessoas como ela. O mundo, e a história, realmente adora andar em loop.

Sim, fica a impressão que o é a terceira república que tem que cair. - Eu por mim posso já escolher a data:  1 de Dezembro de ...

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De anónimo a 06.02.2021 às 14:35

Discordo com a leitura “socialista” da história de Portugal do artigo. O antigo regime foi deposto por um bando de “miúdos” militares do quadro, que se achavam injustiçados na carreira militar em relação aos milicianos, o golpe de estado foi despoletado pelos militares por razões corporativas, não por razões humanitárias (no assalto aos estados não há lugar a madres Terezas, existem sim grupos que tomam o poder a outros).

Como todos nós actualmente sabemos, militares relativamente jovens (por isso eu acima chamo miúdos) que na sombra tinham gente mais bem adulta, mas quase todos foram manobrados por alguns camaradas infiltrados que pertenciam ao partido comunista e suas suas ramificações (actualmente conhecidos por activistas, democratas, antifascistas, e outros milhares de eufemismos), gente que não eram mais que mercenários do regime soviético, como não estávamos num filme moralista de Hollywood, os maus venceram e Portugal foi velhacamente esbugalhado das suas Províncias Ultramarinas, alguns ainda existem mas deixaram descendentes bem posicionados na sociedade.

Após o 25 de Abril de 1974, o país entrou em falência material e moral, se antes, no chamado Estado Novo haviam alguns “expertos” que se aproveitavam de todos as oportunidades que se deparavam, com o “socialismo” e suas variantes, a corrupção passou a ficar constitucionalizada.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs