Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Bolhas inseguras

por Olympus Mons, em 03.07.22

Capture.PNG early.PNG

https://www.youtube.com/watch?v=B1I5XC1Khr8

Em algumas coisas o Machine Learning do tensorflow da google vai funcionando. De vez em quando vai-me sugerindo coisas que se aparentemente não consigo perceber que raio me está a sugerir ao ver o conteúdo percebo.

Esta jovem, pelo que percebi, tem um canal de sucesso no Youtube e vai falando com convidados sobre relações românticas e atitudes em geral dos jovens perante a sociedade. Os vídeos que passei os olhos são cheios de diversity, cheios de pessoas de várias raças sendo que na maioria os seus convidados são de raça negra, as pessoas que analisa e admira são de raça negra por isso sempre se terá sentido, como bem aqui explica, em segurança e até compreendo que para quem faça coisas com estas características estará reservado  um grau de liberdade que não será de todo ao alcance de quem não seja tão savy. – Ela claramente sabe o que faz.

Ora passados tantos anos a fazer os tais vídeos em que confesso ela consegue dizer um número invulgar de verdades à geração Z e Y, esta jovem acabou estar a falar sobre o aborto no seu país, sobre a Roe Vs Wade.
O mais giro é que ela não queria falar mesmo sobre o aborto mas sim o ponto de conversa que como digo pelos que vi são sempre muito… bem pensados. - Neste caso o que ela queria tentar perceber é porque os homens não tinham o direito de abortar financeiramente? E esse era o ponto. Se as mulheres podem abortar os fetos então os homens deviam poder “abortar financeiramente” e a partir daquele ponto não ter nada a ver com o gravidez da mãe. Pronto, era esse o tema controverso da conversa dela.     

No entanto este vídeo é sobre ela ter percebido que em 2022 basta caíres do lado errado da woke mob num único tema passas a estar em perigo.
Ela pela primeira vez disse que teve medo.  - Porque quando as pessoas à volta começaram a dizer que ela era pro-life, era contra o aborto e que estava a fazer entrevistas… percebeu, com grande estranheza, que se começaram a juntar à volta dela ameaçadoramente e que  sentiu que verdadeiramente estaria a entrar numa zona de perigo, algo que nunca tinha sentido ou achado que estaria no realm das opções que sempre foi tão diversity e tão inclusiva . Até pelo que expliquei em cima.

Fica este relato de uma jovem que percebeu que em 2022 ser percecionada como sendo contra o aborto ( que pelo que percebi ela nem é) em público pode colocar a tua integridade física em perigo…  Viva para as tais democracias liberais não é?  Tão antifascistas que são.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Zé Manel Tonto a 03.07.2022 às 17:59

E tenho a certeza que nem que tivesse levado umas boas bofetadas deixaria de ser canhota.

Ser de esquerda é deficiência cognitiva, como bem explica este blogue.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Blogs