Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Câmara de ar

por Olympus Mons, em 30.04.22

Sinceramente tento manter-me longe de comentar noticias como a bala du jour , a polémica relativo à câmara de setúbal na receção dos refugiados ucranianos fugidos da guerra. Se por um lado é só mau demais, por outro e bem mais relevante é que é só Portugal a ser Portugal.

Mas o ser Portugal neste caso particular não será aquilo que á primeira vista poderá parecer. -  Não é a tal incompetência, o tal “though process” que fica a meio, vá lá 70% e nunca fecha, a tal aversão a perder 1 hora a criar um processo que garanta… não, nada disso.
O ser Portugal neste caso é o instinto puro do regime em proteger o PCP. Incrível. Dos primeiros comentários que ouvi foi precisamente dos amaciadores de opinião, os lubrificantes da narrativa a preparar a desculpabilização do PCP e da câmara de Setúbal perante aquilo que saiu a público.

Esperem lá – Alguém acredita que as pessoas da camara de Setúbal não acharam bizarro que os seus colegas e colaboradores que TODOS sabem que tem ligações à embaixada russa fossem as pessoas designadas para receber refugiados de guerra ucranianos? Alguém acredita que as pessoas da camara de Setúbal não têm noção das fidelidades das pessoas com quem trabalham à anos ao regime de Putin???

E toda a gente que fala na TV e escreve nos jornais acredita que é uma coincidência isto ocorrer com uma camara histórica do PCP?

Como disse escrevo sobre o assunto porque isto só é possível com câmaras de esquerda, seja a de Lisboa ou esta agora de Setúbal. E o isto é o perpétuo “pretend not to see” que a esquerda consegue, e só a esquerda, quando é da sua conveniência.

Porque se fosse, sei lá, câmaras históricas do PSD com ligações estruturais à embaixada americana em Portugal posso garantir que há décadas que isso era alvo de um bradar e bramir histérico até à sua cessação e mesmo depois disso perduraria como exemplo e arma de arremessar eficaz.

Quando alguém como eu diz que chega (pun intended) deste regime e que mudanças não têm que acontecer por revolução podendo bem ser por planificação da mudança (algo que considero impossível de acontecer em Portugal) é porque o controlo que as meta-normas emanadas do 25 de Abril, 48 anos depois, na vida de Portugal e dos portugueses estão tão podres como estariam as meta-normas do anterior regime. Apodrece e pronto.

Reparem que as meta-normas saídas do 25 de Abril até podemos considerar legitimas durante 20 anos, e um milhão de agradecimentos pelo que trouxe… mas 50 anos depois e mil ziliões de agradecimentos e beijos no cu, já chega! (sim, pun intended)!

Até hoje, dentro da proteção dada por esse tal kayfabe do 25 de Abril o PCP tem estado imune ao escrutínio seja nas câmaras, seja nas festas do Avante! e quem convida para elas, seja no arbítrio com que manda os seus caciques fazer greves que tanto custam ao país. O BE sempre protegido pela elite da comunicação social, a tal da barriguinha dos restaurantes de referência de lisboa e porto. O PS tem estado imune ao escrutínio do modo como é o dono disto tudo e como domina completamente o aparelho e o dinheiro do estado com que compra grupos inteiros de portugueses. 

E esta ausência de escrutínio é culpa sua. Sua, minha, dele e daquele. Porque desde que haja prainha, marisquinho ou sushi e uma bejeca, papamos como tolos qualquer regime rançoso. A questão fica... Chega?

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Jornaleco a 04.05.2022 às 23:12

Eu deixei de "festejar" o "25 de Abril".

O Escudo era, dizem, a séptima moeda mais forte, antes do esterco da esquerda roubar o poder.

O país foi tomado por ladrões e mentiroso, seres humanos, que não gostam de se responsabilizar pelos "erros" que fazem, logicamente.

Tudo "maricas". Não gostam de pessoas que discordam deles. Este esterco esquerdiasta nunca na vida foi e é democrática.

Jornaleco

Se a Alemanha "cair" é que vai ser "linda", aqui também.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs