Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Comerciantes de infelicidade

por Olympus Mons, em 06.05.22

Tenho falado vezes sem conta sobre a questão das identidades sexuais e sobre as preferências sexuais.

Pudesse eu sumarizar qual o ponto fulcral do meu interesse na matéria e resultaria na asserção não das identidades sexuais que não tenho grande interesse, mas sim das dúvidas e da incrível incerteza sobre a sua própria identidade sexual que algo como 3-4% da população tem até atingir a maturidade. Espero por valores nos últimos anos reportados nos estudos sobre este grupo dos confusos. 
Mas antes de ir por aí, vou por um outro lado curioso.

 Há cerca de um ano um amigo em conversa quando eu manifestava esta minha asserção que os confusos são muito mais que os genuínos e que os confusos são muito mais felizes quando caminham o mais rápido possível para a heterossexualidade (ou para a homossexualidade nos pouquíssimos que acabam por o ser verdadeiramente) ele apontou-me para uma jovem no tik-tok. Não vou dizer o nome da jovem inglesa porque penso que não tenho esse direito, e ela, uma miúda, lá irá viver a sua vida sem mais um desconhecido opinar sobre a vida dela.


Lá saltei dos tik-toks sobre blockchain e crypto-currencies para ir seguindo ocasionalmente a jovem.  
Entre tiks sobre a “Uni”  e para adolescente até capaz de gerar toks de conteúdos engraçados, acabei por me convencer que a referida jovem era um exemplo inequívoco de uma lésbica. Ela não tinha dúvida, não sentia atração por pessoas do sexo masculino e até desde sempre repulsa sexual. É muito bonita, inteligente e na maioria dos casos capaz de lidar com o mundo sem qualquer receio ou tropeço fora do normal para alguém da idade dela.

Para gáudio confesso por poder mandar um whatapp ao meu amigo, subitamente a menina diz que sentia agora alguma atração por um jovem… e algum tempo depois a jovem diz que já não se identifica como lésbica… Quer dizer, arranjou um namorado!
Bem mais revelador é que os vídeos (até eu deixar de ver, porque já não tenho interesse) da jovem passaram a ser sobre a felicidade. Felicidade ao cozinhar, felicidade ao vestir, felicidade, felicidade…

Porque isto é relevante?
Deparei-me com este survey sobre a comunidade LGBTQ. Reparem, sobre a comunidade LGBT -  https://2022survey.thetrevorproject.org/

Capture suicide attempt.PNG

Esta imagem é retirado de lá.
E não deixa de ser impressionante que em 2022, com o apoio, enaltecer, atenção e celebração nos últimos anos que estas pessoas tiveram a verdade é que em 2022 mais de metade confessa ter frequentes pensamentos de suicídio e como podem ver na imagem percentagens inacreditáveis tenta mesmo suicidar-se!
reparem que a tentativa de suicídio na comunidade em geral em que se inserem nem a 0.4% chega, mas no caso da comunidade em questão atinge os valores que verifica na imagem. São ordens de grandeza maiores!

Este são basicamente os valores de há 20 anos, 10 anos ou 5 anos. Nada mudou.
A única coisa que terá mudado é a decisão e a intenção deliberada de promover este produto (LGBTQ) na perceção da realidade numa nova geração. Ao invés de se valorizar a realidade dos 1% que realmente são (no caso dos homossexuais) opta-se por ir aos 5% de confusos ( e veja-se o valor para os questioning) e promover a sua infelicidade até ao suicídio.

A história os julgará  a todos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs