Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Depois não te queixes.

por Olympus Mons, em 20.02.21

Capture whitness.PNG

Depois não te queixes, mas acima de tudo se fores da massa anuente, conciliadora e permissiva, não te desloques com a tua família para sítios onde este fenómenos não ocorram porque já “não está a dar para ti” ou “Já necessitas de algo diferente”… Como já aqui disse, se tivesse que escolher uma militância politica seria sem dúvida aquela que seria punisher para toda a gente que não se insurgiu contra a demência representada por coisas como esta aqui acima na imagem.  – A esquerdalhada está a dar uma ajuda com o cancel culture e com as paranoias woke. Sim, é guardar a arma deles no toolkit a a usar contra eles próprios no futuro.

Esta imagem acima foi  entregue aos alunos para que levassem para casa e pudessem instruir os pais brancos no seu racismo sistémico e na aceitação dos seus crimes raciais e aprender critical race theory. Lembro-me de ter lido estudos, antes de desaparecerem, que nos diziam que 5% de multiculturalidade, de diversity, e o capital social começava a desaparecer a uma velocidade estonteante e multiculturalidade e diversity acima dos 20% e tudo o que teria sido contruído pelo que é descritivo pelos outros 80% já não tem a mínima hipótese de sobreviver.  Sim, houve altura nos tempos de Robert Putnan, ainda era possivel publicar estudos desses, mas agora é de todo impossivel.
Estas percentagem nao deixam margem para dúvida. Ou seja, a partir dos anos 90 os EUA tiveram quase nula possibilidade de manter a sua anterior identidade.  30 anos depois estamos nisto.  
Seja o que for que os EUA se transformem nas próximas décadas, a América do America great que se segue ao make e antes do Again já não tem hipótese de ocorrer. Não na realidade. 
Nos EUA vamos poder assistir ao vivo ao processo através do qual uma maioria deixa de ser referêncial, deixa de ter em comum características que são no essencial descritivas, que são assim porque são assim, tudo enfiado no tal melting Pot que convenhamos não durou muito tempo após o ratio de multicultaridade ter passado dos 15%-20% pois nao?  A multicultaridae e diversidade é uma coisa devastadora para qualquer bairro, cidade, país. Mas as pessoas argumentavam sempre... olha lá para o melting pot dos EUA.
Pois, o melting pot, derreteu.

Volto a dizer o que me é relevante. Dentro de décadas, se calhar uma década, esta gente vai querer emigrar  e migrar para os sítios onde menos se manifestará os efeitos desta destruição do status quo que eles iniciaram, alimentaram e promoveram. É o que aconteceu sempre! – Ora, se depender de mim nas próximas décadas tem que existir um movimento político que deixará claro que não são bem vindos, não os queremos e vamos fazer-lhes cancel culture e critical race theory como eles nunca viram.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.02.2021 às 01:47

Falamos como os electricistas. Sir Karl Popper sempre defendeu, falar como um. O mais simples que possível. Totalmente ao contrário dos vigaristas da esquerda, dos marxistas estúpidos.

Porque é que a dona do blasfémias, permite a um asno como o Paulo Valente, um zero total à esquerda, poder depositar lá o lixo dele e censura a mim?

O que é que todos vigaristas fazem pelo mundo fora e como?

Para você perceber bem a causa, o fundo disto tudo, é preciso perceber o que a dita liberdade sexual causou: destruiu a boa educação a favor da mentira, da desonestidade, da traição, da infidelidade.

Essa porcaria, essa bandeira da liberdade de expressão a nada leva. Falar com burros? Para quê?

O fim do marxismo é transformar o ser humano num puta de bordel. Devemos ver todos os argumentos. Lenine queria não só roubar o património a cada um, mas também introduzir a troca de mulheres. Cada um devia poder "foder" com queria. Não acredita? Verifique! Verifique numa boa biblioteca, que mereça esse nome. Há as em Portugal? O nosso crime organizado instalado no poder certamente não vai permitr livros, literatura que ponham em dúvida a falsa "competência" deles.

Quem é que percebe hoje ainda, a pérola que destruiram com o fdp do 25 de Abril?

O problema com o ataque aos brancos, tem muitas vertentes. Não é um homem branco que lhes interessa. É o homem branco cristão. Só que eles não o dizem abertamente.

O homem homosexual não existe, é uma vigarice, uma construção falsa, para ocultar a profunda maldade de cada um desses homens.

É mais vantajoso dizer e falar dum homosexual, do que dizer o mesmo, mas descrevendo esse porco assim como ele é, por dentro: um homem com práticas sexuais anormais, profundamente porcas e incapaz de ter uma relação rica com uma mulher bela.

Segunda a ciência verdadeira, ambas descrições são válidas. Só que agora, devido ao terrorismo, fascismo desses perversos, é proibido explicar o termo homosexual.

Há muito mais a dizer.

250 milhões de cristãos são perseguidos em todo o mundo. E ninguém fala, perde uma palavra sobre isso. Essa desorientada do blasfémias não tem coragem de perder também uma palavra sobre isso.

O inimigo fala sempre de homofobia ou islamofobia só por pura maldade. É um truque malvado, para ocultar, que querem destruir o pensamento judeo-cristão. Esse que exige respeito peranto o próximo. A esquerda semeia ódio e nunca respeito. Desde o início.

Salazar é odiado ainda hoje, por ter sido católico. É só isso.

E o blasfémias pensa que, a liberdade sexual, não é a causa do mal. Mas isso é um erro intelectual de grandes dimensões. É por isso, que o blasfémias não tem respostas para os problemas de hoje. Também eles pensam com a esquerda, que falar pelo falar vai resolver alguma coisa. Mas estão muito enganados. Nem sequer perceberam, que Portugal já faz muito tempo, é governado por fora, por os malucos e porcos de Bruxelas e Berlim. Mais nada. Portugal depende do dinheiro do estrangeiro alemão, após a UE ter destruído a nossa economia por completo.

E assim para a frente.

Jornaleco

Os EUA são fortes. Mais fortes que "nós". Quem lá é muito fraco, é a esquerda. O norte-americano sempre desprezou os nossos filósofos baratos, que falam muito e nunca trabalharam. O que eles sempre quiseram, era instalarem-se no poder e poder viver à custa de quem trabalha. Nada de novo.

E DEUS não proteje os homosexuais. Impossível. Pelo menos o DEUS da Bíblia não o faz. Porque esses, os perversos, são os maiores inimigos de DEUS. A Bíblia explica isso muito bem. E com lógica. Nenhum desses vai entrar no Céu. Se não se arrependerem. Dizem que Oscar Wilde na véspera da morte, fez as suas pazes com DEUS. Mas esses casos são raros.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs