Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Doi?

por Olympus Mons, em 07.02.21

Capture martina.PNG

Martina Nacratilova é uma esquerdalhoide.
Martina apoia toda a destruição de Status Quo de tudo necessário a acomodar as pretensões da comunidade LGBTQ. - Martina quer lá saber dos pergaminhos militares, estatutos masculinos e femininos das escolas e balneários, prisões femininas ou casa de banho femininas, etc. – Até ao dia em que lhe tocou a ela. E tocar a ela é entrou no mundo que ela considera seu e cujo vivência define na totalidade a sua vida, pelo  menos a profissional. Nesse dia, no dia em que é autorreferencial, subitamente as “coisas já não podem ser…

Subitamente já não é justo nem baseado em ciência??  Ah, OK.

No passado dir-se-ia que ok, viu a luz e antes tarde que nunca. Curiosamente no presente deita-se mais dois dedos de whiskey, acende-se o charuto e abre-se a caixa das pipocas para se assistir ao cancel culture a actuar… burn, mother fucker, burn!

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.02.2021 às 20:30

O tema é nojento e difícil de abranger com a vista.

1. Eu lembro-me, que nas competições de atletismo, a nível internacional e mundial, já havia práticas nessa direcção. Homens, disfarçados como mulheres, dizendo, fingindo que são mulheres, mas com o corpo de homens, competiam com as mulheres e ganhavam quase sempre, se não fossem malandros. Isto é totalmente doente, é o tal culto da morte. Eu vi as tais corridas. Que perversidade. Só uma direcção doente é que comete crimes deste. Coitadas das atletas.

Os perversos têm agora mais direitos do que o homem hetero, na UE. E o que poucos sabem, a iniciativa para este efeito, veio duma desgraçada socialista portuguesa, dos lados de Sintra (Portugal), um doida, uma puta e perversa completa, que lançou uma proposta-lei em Bruxelas. A proposta dela foi lançada seis (6) vezes!! E perdeu sempre. Os porcos modificaram sempre a proposta um pouquinho para poder ser lançada tantas vezes, o que já é uma clara irregularidade, uma vigarice. Isto demonstra o respeito que o culto da morte tem pelos outros democratas: Zero respeito!!

Os "cultos" do Blasfémias.net não sabem estas coisas!!

Depois os cretinos do culto da morte tiveram a ideia de lançar a séptima proposta em nome duma perversa da Áustria, uma dessas parvas do fascismo ambiental, que adoram foder com crianças e demais, também com porcos e galinhas, fumar muita droga, do partido dos verdes, e pimba: lá ganharam. O conteúdo era o mesmo, como o da portuguesa doida. Foi mais um acto malvado, da esquerda fascista.

Desde aí, ninguém pode insultar mais um perverso ou dizer a verdade sobre ele. Quem o fizer, incorre dependente do estado, castigos e multas. Mais uma prova, que o culto da morte e os perversos são um ataque malvado contra a tal famigerada liberdade de opinião. A liberdade de opinião só serviu para chegar ao poder. Agora que lá estão instalados vêm os "taboos". Milhares deles a caminho.

2. Ou quem se lembra do referendo a favor de matar bebés na véspera do nascimento em Portugal? A esquerda provou mais uma vez, que a democracia não vale um corno. A primeira as putas perderam-a. Oito anos mais tarde veio o vigarista e cretino António Guterres lançar mais um referendo. E desta vez ganharam. Eu até tenho hoje a certeza, que eles estariam dispostos falsificar o resultado das eleições, se fosse preciso.

3. Uns dias atrás passou a lei da eutanásia em Portugal, correcto? Mais uma vitória para o culto da morte. O socialista Adolfo Hilter estaria totalmente contente. Andam a tentar introduzir isto já há mais 80 anos!! Já o irmão de Aldous Huxley, o Julian, tinha esses sonhos perversos, aquele fdp!! E esse porco foi o primeiro director da UNESCO!!

4. Na Alemanha, fiquei a saber hoje, andam a discutir uma lei, para permitir a todos que tenham mais de 14 anos, mudar de sexo, sem (!!) consulta prévia com médicos competentes. Isto é um crime. Todos que se submeterem a essas operações, irão sofrer a vida inteira. Isto é certo.

Entretanto, a pobreza a crescer por toda a Europa. Os problemas importantes não são resolvidos, pelo contrário. Mas estas coisas do culto da morte, é que tem prioridade, para esses porcos e doentes da esquerda fascista.

5. Eu uma vez caí em amor com uma mulher, que era bisexual. A coisa não andou bem. Foi um mal-entendimento, entre ela e mim ou ela teve medo. Um dia descobri, que ela tinha mudade de ideias, e ela "apresentou-me" o novo "lover" dela. Era uma gaja. Era uma gaja, mas parecia um homem. Falo claro? As lésbicas são assim doentes. Uma parte finge ser um homem. A gaja escolhida era uma mulher, mas de modo nenhum erotica ou feminina. Tão triste e tão feio. Não é nenhum caso isolado.

Isto está tudo doido. E a tal Navratilova parece também mais um homem, do que uma mulher. Infelizmente.

Jornaleco

Era bom, que as dores fossem enormes, mas a maldade e a hipocrisia nesses lados do ódio contra o homem, por parte dessas mulheres doentes, é maior.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs