Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



É comer e calar!

por Olympus Mons, em 30.05.22

Ainda há poucos anos, se calhar um ano, isto seria impossível de ser dito por um primeiro-ministro Sueco.  E a primeiro-ministro sueca não tem nada de direita e muito menos de extrema-direita, não é? o Partido desta senhora (e não é um maléfico homem) está no poder a maior parte do tempo e assim tem estado por exemplo nos últimos 8 anos. Por isso já na crise de 2015 e nos anos que se seguiram era quem estava no poder.
Capture swedish PM.PNG

Existem zonas na suécia que já são o suecislão tal como acontece também por exemplo na frança. Logo, estamos a falar de zonas colonizadas. É curioso como ambos os países, suécia e franca tem 8%-10% da sua população islâmica.  20% da sua população nasceram fora da suécia.

Esta substituição da sua população autóctone, muito homogénea foi feita deliberadamente, foi celebrada e obedeceu ao sentir da maioria da sua população. – Agora é calar e comer!

Que as regras de imigração agora na suécia sejam das mais restritivas de toda a europa não lhes deverá servir de muito e ainda bem.  Não me iludo que a esquerdalhada elite que vive nas bolhas protegidas vai continuar a cantar os amanhãs da diversidade, mas a verdade é que para pessoas que vivem longe destas bolhas de privilégios a violência dos gangs é um verdadeiro inferno. Mas, agora, só lhes desejo que calem a boca e comam, comam muito do que tanto quiseram.

Suécia tem assassinatos nas ruas, tem bombas que explodem em locais públicos. Suécia é de longe a capital europeia de violações e de agressões contra minorias sexuais.

55% das pessoas que vão para a cadeia são imigrantes, 90% dos suspeitos envolvidos em tiroteios também (ou filhos de).

E a suécia é um estado profundamente social, com subsídios e assistência social por todo o lado, mais uma vez demonstrando que qualquer patetice que sai da sociologia esquerdoide é sempre uma receita para o desastre.

Claro que o meu post não será sobre a situação per se na suécia. É sobre a volta de 180 graus que a suécia deu.  Da nação amante de imigrantes e asilados a suécia passou a uma nação que cria todos os dias entraves a essa mesma imigração mas sem verdadeiramente se tirar ilações do sucedido. Essas não encontro. Tudo a fingir que as escolhas do passado não foram desavisadas e desinformadas.
Siga-se o que a senhora mais disse:

"Segregation has been allowed to go so far that we have parallel societies in Sweden. We live in the same country but in completely different realities," Andersson told a news conference.

 Por cá devemos lembrar que temos 600 mil imigrantes legais e os ilegais, com as facilidades de legalização dos últimos anos não serão um valor assim tão mais elevado. Mais 150 mil? 200 mil? – Seja como for o valor de menos de 10% que se assume em Portugal não deverá andar muito longe do verdadeiro. Será provavelmente mais perto dos 8%. O tal valor que é o carrying capacity de uma sociedade e que se assiste na europa há mais de 3 mil anos.   Houve partes da europa, que até tinham menos diversidade étnica, que optaram por ir além dessa capacidade de integração ou pelo menos de convivência pacífica.

O tal número de 8% que é milenar deveria ser uma referência nas sociedades. Não sei se noutras partes do globo o número se manterá igual. Suspeito que essa capacidade será consideravelmente menor do que os tais 8% da maléfica Europa, mas para quem opte, como no caso da Suécia, por alterar esses equilíbrios, pois… Por mim estou farto de desculpar e apaparicar os "povos", logo para estes agora É comer e calar!

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Zé Manel Tonto a 30.05.2022 às 21:11

Ainda há pouco estava a pensar na Suécia e na sua adesão a NATO.

Eu, se fosse Americano, exigiria que tal não acontecesse.

Mais um parasita Europeu que gastou em Estado Social, e que vai exigir que os camones venham morrer na Europa, ao mesmo tempo que caga de alto, gozando com os estúpidos Americanos, que não tem saúde grátis, universidades grátis, e podem ter armos "c'órror"!

Eu recuso-me a lutar pela Suécia se o artigo 5 for accionado. Entre fuzilamento por deserção, ou lutar por sociedades feminizadas, cheias de direitos sociais para todos, e em que toda a degeneração é celebrada, venha o pelotão de fuzilamento.

A Suécia que faça uns regimentos com as centenas de milhar de somalis que lá vivem há anos e ainda não trabalharam 1 dia que fosse.

Juntem-lhes as feministas dos cartazes "refugees welcome". Elas podem ir para o regimento de artilharia, como acreditam que homens e mulheres são iguais não terão problema em carregar com obuzes de 20kgs.

Mandem a máfia do alfabeto LGBT.

Quando aqueles que mais beneficiam da sociedade actual se meterem na primeira linha para a defender, eu logo penso no assunto (mas quase de certeza que a resposta vai continuar a ser não).

Burn motherfucker, burn!
Imagem de perfil

De Zé Onofre a 31.05.2022 às 00:20

Que coisa é essa de querer comparar Europeus, Brancos (mais ou menos) e Loiros (mais ou menos) como se fossem nativos daquele continente a que Cristóvão Colombo chegou há quinhentos e trinta anos.
Era o que faltava...
Zé Onofre

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs