Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ele há doenças...

por Olympus Mons, em 13.04.21

Capture RIOVENTURA 2.png

Para que fique claro. Eu acho que José Sócrates é corrupto. Eu acho que Pinto da Costa também era culpado.  Mas também acho que “achar” é uma porcaria e quem muito acha devia levar um murro nas fuças. -  Ou sabe ou cala a boca e aceita as decisões. E para saber, legalmente, tens que ter meios de provar de acordo com as leis da terra.  Ou consegues ou, novamente, cala a boca.
Eu achava que Pinto da Costa era culpado, mas se alguém quisesse meter o senhor na cadeia porque eu, ou essa pessoa, “achava” que ele era culpado eu seria o primeiro a defender o direito de Pinto da Costa de ir em paz.

Aparentemente, já se sabia (provar)  que que José Sócrates era corrupto de um determinado crime mas o Juiz e a procuradoria nem ler o mesmo documento e interpretar de forma correta quando o crime prescreve conseguiu. Estão a ver ao que isto chega em que nem os dois profissionais a ler o mesmo texto estão a entender a mesma coisa relativo a algo tao tangível como o prazo em que o crime prescreve. E novamente, pelo que li, o Juiz tem razão de acordo com um acórdão do TC.  Mas vamos aguardar porque com um pouco de sorte, além do teatro, ainda pode ser que se consiga saber algo de mais concreto sobre esta situação.

Mas não escrevo este post para voltar a frisar um ponto que já fiz. Escrevo este post pelos dois senhores acima na imagem.
Hoje ao percorrer as capas dos jornais não faltam peças com Rui Rio a dizer que o regime está doente.

Muito do que escrevi sobre a legislação e o modo como os portugueses gostam da indefinição das narrativas também se aplica aqui. Nas notícias sobre as palavras de Rui Rio que o “Regime está doente” existe um subjacente elogio à posição dele. Já quando André Ventura faz críticas similares ao regime, é-nos criada uma narrativa bem diferente, não é?
Ou fazer críticas a regime é aceitável e até benéfico ou não é! tem que ser igual para todos. Muitas das críticas que André Ventura fez ao regime era precisamente no contexto do combate à corrupção (!). Mas essas críticas do senhor foram recebidas de forma muito diferente na sociedade portuguesa e muito especificamente na imprensa, não foi?

É o que escrevi. Democracia pode não ser para todos e o fascismo parece fazer sentido para alguns. Veja-se este Fascismo Cultural de Esquerda em que vivemos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs