Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Incompetentes

por Olympus Mons, em 10.09.21

Capture IR.PNG

Não posso deixar de considerar que isto é tudo cómico. É tudo uma comédia satírica… é uma boa forma de definir Portugal. E em boa medida os Portugueses.

Entre numa sala de reuniões, entre numa argumentação, num projeto, numa iniciativa e pode ter a certeza que andará muito perto deste tipo de coisas, de lógicas aberrantes e tangentes totais ao objetivo ou objetivos, do que aquilo que gostamos, enquanto portugueses, de admitir mesmo que seja como vergonha alheia.

Mas neste caso do terrorismo assiste-se a uma coisa diferente. Esta inépcia, esta incapacidade de lidar com o terrorismo no mundo ocidental tem que ter as suas raízes em algo mais profundo.  Seja cá, na França, no Reino Unido, nos EUA ou na Nova Zelândia, estamos sempre a falar de pessoas que estavam identificadas, que estavam a ser vigiadas e já se sabia que estariam perto de cometer atos imperdoáveis  e mesmo assim conseguem cometer os tais atos. Presumo que pessoas para estarem a ser vigiadas possuem indícios fortíssimos de estar perto de cometer atos que são dos piores a ser cometidos contra uma sociedade. Certo?
Eu não consigo perceber como nesse mundo de indícios não há crime que se consiga atuar sobre e assim impedir esses atos.  É como se as nossas sociedades tivessem esforçado tanto para garantir direitos aos seus cidadãos que não possuem os mecanismos necessários para impedir pessoas com más intenções de nos surfar com a maior das facilidades. Uma sociedade saudável, raios, viável, tem que ter mecanismos que meta medo a pessoas que acham que podem cometer, ou conspirar, para cometer atos terroristas. Não consigo conceber sobrevivência de qualquer sociedade sem essas ferramentas de detração de direito penal.  – Fuck you, se já estás a ser vigiado por forças de segurança interna então meu caro, tens que começar a levar na boca já!
Qualquer coisa que leias, qualquer coisa que compres, qualquer viagem de faças… já tens que estar a pagar. Ainda existe gente daquela enxertada em corno de cabra, que se veste de negro e pode esperar-te à porta de casa às 2 da manhã.

valorizar pessoas como o Juiz Ivo Rosa é valorizar o oposto daquilo que garantiria a nossa sobrevivência.

É uma mentira que qualquer sociedade sobreviva sem aquela gente a guardar a porta do castelo. Os romanos aprenderam isso tarde de mais, nós no ocidente aparentemente também.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs