Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mil vezes a CULPA que uma vez VERGONHA.

por Olympus Mons, em 14.11.20

 

O último foi Mathew Yglesias (vox),

Segindo os passos de Glenn Greenwald (the Intercept), Bari Weiss (NYT), and Andrew Sullivan (new york magazine).

 

Foram estes senhores que, com as publicações que criaram (vox ou Intercept) ou ajudaram a normalizar (como Bari Weiss) a extrema esquerda Norte Americana. Como sempre acontece com a esquerda não demora muito a começar a faceta da autofagia. A esquerda não tem lealdade, a esquerda come sempre os seus porque não possui os pilares morais descritivos só os normativos, acabando por ser inevitável as noites das facas longas.

No essencial estes senhores criaram os media outlets em questão e surpreende que tão pouco depois, pela posição que ocupavam na hierarquia (tudo evolui para hierarquias), não tardou muito a serem atacados pelas suas próprias crias e criaturas e o ambiente se tornar demasiado tóxico até para eles.

Geenwald abandonou o seu próprio “intercept” porque não o deixaram sequer abordar o tema do Hunter Diden e as ligações á China e Ucrânia.

Este tema não tem novidade ou particular relevância -  O que é relevante sim é a FACILIDADE com que a Direita rapidamente estende o mão a esta gente, rapidamente os convida às suas casas, rapidamente enaltece as suas virtudes.
Esta é a diferença entre as duas partes: A esquerda não perdoa, não aceita desculpas, não aceita regeneração ou arrependimento. Porque para a esquerda não há CULPA há VERGONHA. 

 A Culpa é algo bom. A culpa é algo que se expia, é um erro cometido. A vergonha é por algo que se é, da própria natureza, e que está para alem de redenção ou salvação. A civilização ocidental e cristã criou o enfoco na culpa precisamente porque a alternativa á a vergonha que é infinitamente mais nefasta.  A esquerda regressista está aí para nos trazer ás trevas da vergonha.
80% dos votantes de Trump não se sentem( sentiam) á vontade para dizer a familiares, amigos ou em público que iriam votar em Donald Trump. Já em Biden é a percentagem oposta.
Se pedir desculpa não adianta, qual a alternativa que te resta? - “ be brave, Mf*ker”.

https://www.youtube.com/watch?v=mav2kkvakGY

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Links

Blogs