Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

barradeferro

barradeferro

02 Mar, 2022

Nothing to see....

Gerhard Schröder  - Germany’s ex-chancellor.
Matteo Renzi - Former prime minister of Italy.
Esko Aho - Finland’s former prime minister.
Christian Kern - Austrian chancellor.
Wolfgang Schüssel  - ex-chancellor of Austria.

Pois, esta… hum… gaja bem pode agora comer o fel do apoio que foi dando a Putin durante anos, logo numa altura em que vai a votos. Espero que seja o demise dela, que seja uma forma de a Frente Nacional encontrar outras caras e outro rumo. Isto de filhas de, nadas e criadas em bolhas, nunca deu boa solução de nada. São, por norma, sempre boas filhas da P…

No entanto, duvido da capacidade da senhora em influenciar seja o que for nas posições, estratégias e decisões da França seja em que palco for. 
Já aquela lista de nomes acima junto à imagem dela, posso garantir, posso-vos garantir, tem todo o network, meios e connections para influenciar as políticas, posições e tendências, pausas e tempo, dos seus países que lideraram os destinos, da Europa e até do mundo.  E isso estando fora das narrativas preferidas e controladas pela esquerda, passou completamente despercebido.

Deve servir estes exemplos para nos fazer pensar porquê?
Porque fica-me sempre a sensação que o serem deixados em paz é o preço que os colaboracionistas pagam para que a esquerda possa ditar a seu belo prazer as estruturas das redes que determinam o que é aceitável ou permitido nas interações sociais. Porque essas estruturas promovem a emergência de cooperação do que convém à esquerda e controla o comportamento, discurso e expressão do que será aceitável para as pessoas de direita. É o modo como se domestica!

Para que isso aconteça, basta que os homens de bem nada façam ou, alternativamente, encham os bolsos.


E reparem, não os critico a eles, critico as pessoas que eram supostos controlar estes eventos. Onde param as elites que são supostas controlar os políticos? Onde param? Essas elites que o povo elegia para controlar os políticos que por sua vez morriam de medo dessas elites e por sua vez essas elites morriam de medo do povo?. Onde param as pessoas que deviam criar acountability para estes ex-líderes?  - Que grita, se bem se lembram, o CHEGA e André Ventura como polo populista e por oposição de onde vocês assistem as maiores abjeções contra ele?   

Essas elites são os tais jornalistas, pundits e apresentadores dos jornais das 8 junto com opinion makers que votam no BE, alguns agora fascinados com o IL, mas que tomam o pequeno -almoço todos juntos nas imediações dos colégios privados dos grandes centros urbanos.  Não teve tanta piada ver o Cotrim com a Catarina tão empenhados junto da embaixadas da Rússia, não foi?  Aliás, quem organizou aquela manifestação é um profissionalão da coisa e sabe que Catarina de mão dada como Cotrim de Figueiredo é um casamento natural nas tais normas que eu tanto falo.

Nos próximos anos o IL terá que se definir. Onde quer estar. Se cair nas cadeiras naturais onde se assiste ser a sua escolha por essa europa fora será uma desilusão enorme para muitas das pessoas que neles votaram. E o André Ventura tem que passar a decidir consequentemente com quem se quer verdadeiramente dar ou ser visto com! 

3 comentários

Comentar post