Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Bom o Mau e o Vilão

por Olympus Mons, em 20.11.20

O Bom

Sobre André Ventura?

....Hush Children! Hush.

 

... O Mau

Explicar a este fulano que não há pachorra para o aturar, a eles e aos idiotas do costume, provavelmente amigos dele (como Agir) …

Tão chocado que ele está com a campanha da Dodot? …. Como se tudo o que ele fizesse na vida não fosse promover a marca “eu”.  Sim, mesmo que dê um concerto gratuito está a promover e a fazer marketing da marca “eu” , se der percentagem da venda dos temas da sua autoria não o faz em segredo e sem ninguém saber o que significa que está a promover o “eu”, etc, etc.   Já, por outro lado, não vejo me lembro de nenhuma indignação quando marcas como a EDP ou BP se promovem como se fossem arautos de uma economia sem pegada de carbono… O que interessa é se está dentro do kayfabe. E a equipa de Marketing da Procter & Gamble Portugal não foi “woke enough”. 

Kayfabe:

“In professional wrestling, kayfabe /ˈkeɪfeɪb/ (also called work or worked), as a noun, is the portrayal of staged events within the industry as "real" or "true", specifically the portrayal of competition, rivalries, and relationships between participants as being genuine and not staged. The term kayfabe has evolved to also become a code word of sorts for maintaining this "reality" within the direct or indirect presence of the general public.[1]

                                              Diogo Piçarra…  estás só a aproveitar o kayfabe, és um fake.

...E o Vilão 

Já este, padece de outra doença.
Este mais a sua obsessão com o André Ventura já chateia.

Miguel Pinheiro é um Jotinha típico, embrulhado na paixão pelo PSD que encara tudo à direita e que retira votos ao PSD como uma ofensa lesa pátria… eh pá. Arranja outro hobby e assume de vez a tua vontade de ser deputado do PSD.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Perfil Facebook

De Marques Aarão a 21.11.2020 às 17:30

Ó DA GUARDA
“Marcelo pede convergência e diz que não faltarão eleições para julgar responsáveis”
Agora digo eu:
Anda toda a cambada estupidamente preocupada com o Chega desperdiçando energias a alfinetar Ventura.
Enquanto isso, o timoneiro da nau permite-se debitar desta vez a barbaridade que acima se destaca, sem que lhe seja inundada a cara com um baralho de cartolinas vermelhas.
Só um grande descaramento ou uma infantilidade doentiamente perversa podem justificar um continuo e imundo lamaçal de cuspidelas.
Entretanto, pela conversa de Marcelo, os (i)responsáveis vão continuar por aí à solta debaixo da sua encardida capa.
Perante o debitar de tais baboseiras, não se arranja por aí um jornalista com microfone e caneta no sitio, que lhe pergunte porque não foi à tropa, e quando foi a última vez que se encontrou com o amigo Salgado?
Grande Povo Nação Valente, com um estofo a abarrotar ainda é capaz de suportar sem um gesto de indignação este tipo de faltas de respeito e atentados à própria dignidade.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D


Links

Blogs