Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Café América que por cá temos…

por Olympus Mons, em 24.12.20

Não tenho por hábito ouvir este programa do Observador:

Capture cafe.PNG

Texto de Sara Antunes de Oliveira, João de Almeida Dias, Bruno Cardoso Reis, Henrique Burnay, João Diogo Barbosa, Madalena Meyer Resende e Rádio Observador

23 dez 2020, 15:57

https://observador.pt/programas/cafe-america/os-avisos-de-joe-biden-sobre-o-acordo-ue-china/

 

Aconteceu ouvir, sentado no carro, e estas coisas servem para reforçar a certeza que o centro ideológico em Portugal é demasiado à esquerda. O Observador que era suposto ser um contraponto ao Fascismo Jornalístico de Esquerda vigente no país, contudo visto de fora desse FJE não se distingue dele particularmente.
Eu sei que tentativas nos passado, como a revista sábado na qual o diretor do Observador Miguel Pinheiro trabalhava, serviu de lição que para qualquer veleidade de publicações em Portugal preferirem alguma abordagem diferente, porque só possuem audiência se falarem em esquerdalhês e assim e a isso se adaptou rapidamente a referida revista sábado. O observador, com o mesmo director, prova que the apple doesn’t fall far from the tree.  Mas podia pelo menos dar um ar da sua graça, devia pelo menos procurar fugir um bocado das narrativas decididas nos Brookings institution e afins.

Isto a propósito do referido programa do observador podcast Café América.
Todas as referências que tem são as do FCE do costume, NYT, New Yorker, como se fosse possível ter uma visão equilibrada do mundo olhando para esses outlets.  Fora os fait-diverts do início, a partir do minuto 5, começa o programa propriamente dito e um tal de Henrique Burnay começa com o racismo na América e números interessantes  sobre a violência policial nos EUA:   Diz ele, que na América, na América do George Floyd, os homens negros, que são 7% da população São 26% das vítimas mortais da polícia.  54% vítimas de crime de homicídio são Homens negros…

Ora estas coisas irritam, porque se o tal Henrique Burnay ainda se pode dizer que é só estúpido as fontes dele sabem, já foram informados milhares de vezes, que nem os factos (que é o importante) nem o modo como qualquer pessoa fora do kayfabe esquerdoide descreve os números torna aceitável aquilo que ele diz alí. Ou seja, só esquerdoides do kayfabe do Fascismo Cultural de Esquerda (FCE) descrevem os eventos daquela forma.  Isto porquê? Porque, no mundo real:

Os jovens negros entre os 16 e 34 anos são só 7% da população Americana e são 26% das vítimas mortais de acçao policial… sim, mas os mesmos 7% são responsáveis por 56% de todos os crimes nos EUA. São, 54% das vítimas de homicídio nos EUA? Sim, mas o que o tal Henrique Burnay não diz é que em 95% das vezes são mortos por outro jovem negro!
Sim foram 26% da mortes por accão policial, mas foram mortos dessa forma nos EUA 9 pessoas de raça negra (!) em 2019. Sim nove. What the fuck idiotas! -  esse número é o numero de negros mortos por outras pessoas de raça negra num mau fim de semana numa zona complicada como sul de Chicago.

Por isso estar sentado no carro a ouvir patetas como o tal Henrique a repetir ipsis verbis o que os think tanks ligados ao Partido Democrático mandam dizer e repetir ad nauseum, em Portugal, é triste.

É esta demência coletiva na abordagem à realidade e aos factos que não sei, mesmo, como vamos solucionar. Isto não se consegue explicar.  

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs