Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O futuro o dirá

por Olympus Mons, em 26.08.21

Esta deverá ser a última vez que falarei de vacinas. Pelo menos no contexto atual.
Não sou das pessoas que esteja preocupado com
Myocarditis e Pericarditis, ou síndromas peculiares e raros. – Chiça, existem pessoas que morrem porque comeram um amendoim ou porque foram picadas por uma abelha. E para pessoas que estivessem verdadeiramente em risco de vida não deixa de ter sido uma bênção estas vacinas terem chegado ao mercado tão rápido.

A nova tecnologia da mRNA é um verdadeiro achado para doenças brutais (como por exemplo o ébola) que têm mortalidade incomensuravelmente maior do que o Sars-Cov2 e, para ser sincero, serão o futuro. Se queremos algum dia verdadeiramente ter vacinas para esses retro-virus com mortalidades a nivel de extinção esse será o caminho. Mas é ainda experimental.
 
E não sou cego.
Contudo e porém também noto na VAERS (Vaccine Adverse Event Reporting System) nos EUA as peculiaridades de efeitos e até falecimentos que podem ser imputados à vacinação. -  Sei que na VAERS já estão correlacionadas mais de 7000 mortes (sendo que correlação não é causa) e que qualquer outra vacina basta 10 a 20 mortes para o CDC lançar um processo de suspensão dessa vacina. Pelo menos enquanto investiga.

Sei também que, pelo menos nos EUA onde estas coisas são reportadas com precisão, que dos 600 mil mortos por COVID, 95% morreram com pelo menos 4 comorbidities (média está em 4.6), ou seja dos 600,000 só 30K morreram mesmo de SARS-COV2…menos do que morre de gripe por ano.
As restantes pessoas faleceram porque suas deficiências de saúde não permitiram lidar com a reação inflamatória do corpo contra a Sars-Cov2.
Sim, sei que estudos apresentados ao publico sobre o uso de Ivermectin, dao resultados extraordinários e que a critica que lhes são feitos, aos estudos, é que não são randomized nem controlled. – Fica, todavia, a questão: Mas o COVID não é uma coisa séria? Então porque não há não 1 ou 2 estudos ramdomized e controlled mas 100, 200, 1000?! Porque não há? Se existem estudos feitos em hospitais que reportam resultados de monta a um medicamento que tem praticamente custo zero, porque raio não há centenas de estudos feitos de forma correta? Não é o COVID a pandemia super, hiper perigosa? - A critica que encontram para desvalorizar os resultados é que não são Ramdomized e controlled?

Sim, sei isso tudo. Mas também sei que aquilo que me preocupa é bem menos visível, bem menos explicável às pessoas comuns e, para ser sincero, também não sabemos se existe realmente esses danos irreparáveis.

Mas olho à volta e vejo este frenesim de miúdos a serem vacinados em Portugal, de pais orgulhosamente a levar os filhos pela mão para lhes injetarem Messenger RNA que provoca a produção de spike protein??
Portugal está na linha da frente dos países que vacinam menores. Na vossa experiência Portugal é cuting edge, super-espertos, super-inovadores que por norma fazem coisas mais depressa correctas e apropriadas do que os outros povos? É? ou será que os verdadeiros espertos estão a ser cuidadosos e nós só os parvalhões que saltam alegremente pelo precipício. E para quê?

Resta-nos esperar que os receios em relação a esta vacinação em massa não se concretizem de todo. Que a nossa capacidade de lidar com essas agressões e cytotoxidade para as nossas células levem a que não haja verdadeiramente danos irreparáveis, pelo menos para um número elevado de pessoas. Será sempre o melhor resultado.

Até ao momento os meus filhos não foram vacinados. Penso que não será se, mas quando, a pressão social criar demasiados problemas vão tentar perceber onde podem tomar a da Johnson & Johnson. Somente porque existem elementos menos experimentais nessa vacina do que nas da Pfizer e Moderna.  E se tudo correr ainda melhor talvez só tenham que tomar quando já houver no mercado a da Novavax NVX-CoV2373 que usa a velha e conhecida tecnologia das vacinas.

Mas fica esta estatística, que é encontrada em estudo atrás de estudos. Muitos gostam de achar que são só os patetas ignorantes que denotam hesitação com as vacinas. Mas não é verdade:

Capture phd.PNG

ou estes:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs