Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O roque e o amigo

por Olympus Mons, em 01.02.22

Nem sei bem qual a data do programa, até porque raramente consigo ver o programa durante muito tempo. Mas tenho genuína curiosidade de assistir ao próximo onde estes dois senhores serão a representação dos perdedores num Portugal de patetas manientos sem substância como estes estes dois.

Pedro Marques Lopes representa os betinhos do porto, que raramente esconde algum provincianismo revanchista e Daniel Oliveira e esquerda caviar dos zangadinhos ex-invejosos da Infante Santo à Estrela passando pelo príncipe real.

Esta maralha acha mesmo que representa Portugal. Tal como Rui Rio achou que se podia atirar ao centro que como digo, repito, re-repito, em Portugal é inquinado porque o centro em Portugal é extrema-esquerda nos EUA e esquerda muito esquerda social no resto da Europa! Chiça, não é centro. Mesmo assim achando que a pouca direita que ainda existe em Portugal ia votar nele. Centro existe e tem uma razão de ser chamado de Centro não é quarente quilómetros para a esquerda ideológica, logo o centro ideológico de Portugal está  a uma distancia enorme de poder ser votável por qualquer pessoa de valores de direita.

  Que fique claro, que esta gente, junto com as Clara Ferreira Alves mais perto do Livre do que qualquer outra coisa, representarão uma coisa hoje em dia pequinina, poucochinha, no sentir de Portugal. Pedro e Daniel , Clara e o outro rapaz representam o fringe da sociedade e assim devem ser lidos.  Existem para nos divertir, existem para ser as nossas prostitutas das bocas semanais e devem assumir esse papel de leisure.

 Pedro Marques Lopes é com toda a defesa que fez á presidência do PSD de Rui Rio uma perdedor da noite de domingo, e deve assumir as suas culpas, não um mero elemento neutro do PSD.  Daniel Oliveira deve perder a arrogância que quem tinha 19 deputados ainda podia ter a veleidade de ter, mas quem tem 5 deputados vai ter que calar a boca. É altura de baixar a bolinha.

Mas ao final do dia temos que pôr isto em contexto. - Ainda muita água terá que passar debaixo de muitas pontes antes de termos um Portugal dos conteúdos televisivos que seja uma representação fidedigna da sociedade portuguesa. Durante muito tempo ainda teremos que comer o FCE a toda a hora.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs