Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Os novos 90

por Olympus Mons, em 29.08.21

No seguimento de um post sobre NMN, Fisetin, etc (Q&A) que já era resposta a perguntas bem pertinentes de outro leitor, o Rui Silva pergunta: “.”Eu tenho 59. Sera tarde ou cedo" ?
Pensei que tinha explicado que nunca é tarde. Mas talvez não o tenha feito de forma muito elucidativa. A lição mais importante destas novas tecnologias é, tal como David Sinclair bem explicava aqui há uns anos, a seguinte:

Das raras vezes em que a ciência pensava sobre o envelhecimento era como uma inevitabilidade. Quando era chamada a opinar, dizia que o envelhecimento era devido a falhas nas replicabilidade do ADN ou algo do género. Estão a ver, era algo como cancro, que é difícil, difícil de resolver.
Mas a verdade, e isso é que está a chocar a comunidade científica, é que não parece ser de todo esse o caso. - O melhor exemplo para explicar é claramente a analogia do CD:

Durante muito tempo achou-se que o envelhecimento resultava da corrupção de dados dentro do CD. Os dados eram corrompidos, perdia-se dados, perdia-se estruturas de informação e o CD, ou o software lá dentro, com o tempo começava a falhar de todo. Qual foi o espanto, há menos de 10 anos, quando se descobriu que afinal não era o CD que estava corrompido, mas sim, e simplesmente, que ia ganhando riscos e por isso o leitor começava a não conseguir ler de forma correcta o CD.
São mundos de diferença.  Porque para solucionar o segundo, basta polir o CD novamente e funciona como novo.  E isso faz toda a diferença do mundo!

NMN, Fisetin e afins, são afinal meramente polidores, são lixas, do CD. Não são nada de extraordinário como quando se tenta curar o cancro ou impedir que ele ocorra. Envelhecer e rejuvenescer ratos já é feito em laboratório por estudantes das grandes universidades. Não tem nada de extraordinário. Ratos passam de 70 anos de idade a 20 anos de idade em semanas.

Assim, e para responder ao Rui, 59 anos não é tarde. Tal como 80 anos não é tarde. Porque estas coisas, nas partes em que atuam, devem atuar em praticamente todas as idades. Teoricamente e tal como aos ratos (com devidas distâncias ratos tem 200 vezes  a nossa velocidade do nosso metabolismo) também nós ao tomar essas moléculas devemos rejuvenescer.  Claro que a lógica dirá que se começares a tomar aos 40 anos (antes disso deve ser só desperdício de dinheiro) o caminho de manutenção será mais fácil do que o recuar o relógio.
Aliás, por enquanto, sabe-se que os efeitos são sobre hallmarks específicos do envelhecimento. Por exemplo NMN atua sobre genes Sirtuans e tudo o que eles significam para o corpo, Fisetin sobre células senescence e todos os danos que provocam ao corpo… mas no futuro, e não deve tardar muito, estará para sair moléculas, ou conjunto de moléculas, que atuam sobre todas as “falhas” do envelhecimento e… o céu será o limite.

E isto deve suscitar acima de tudo uma conversa filosófica sobre como serão as nossas sociedades se as pessoas começarem a ser jovens até quase ser altura de falecerem?  E se o James Bond for desempenhado por um actor jovem de 90 anos? E o Ministro dos negócios estrangeiros for um homem de meia idade de 110 anos a viajar por todo o lado? E a mulher mais sexy do mundo for eleita aos 70 anos?

Pois, é disso que se está a falar. Por alguma razão, até prémios Nobel se começam a interessar por esta ciência da Longevidade e do rejuvenescimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2021 às 18:54

Mas onde estão as tais provas?

Não é melhor esperar o fim do experimento?

O que você reclama, nunca vai suceder.

O tema é tão complexo, que ninguém, eu repito, ninguém percebe o que você anda aqui a vender.

Isso não é ciência nenhuma, mas uma das maiores vigarices, que se pode imaginar. Mais um grande negócio.

Jornaleco

E em relação ao Ivermectin, os estudos indicam, que é muito eficaz. Sobretudo em combater o cancro.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs