Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quando se perguntarem...

por Olympus Mons, em 11.01.21

Quando se perguntarem como é que foi possivel.
Continua este momento de registo histórico - A purga nos EUA de polos comunicacionais conservadores, do inimigo, sem apelo nem agravo está aí. Não adiantou que a Parler tivesse garantido que e de acordo com as suas regras, eliminava recorrentemente comentários que diretamente incitam à violência, ao final do dia isto aconteceu. Sim, Parler deixou que os maluquinhos planeassem o ataque ao capitólio na sua plataforma, se considerarmos maluquinhos a dizer que vão fazer isto mais aquilo sem qualquer indício de plano ou estratégia como planearMas o Twitter deixa isso acontecer todos os dias, a toda a hora, e à acontecer durante anos! 

 

Capture parler fim.PNG

Se o twitter pode cancelar a conta do ainda presidente dos EUA Donald Trump, não se vão queixar quando for o a A, B ou C, seja ele mais de esquerda ou de direita, pois não?

Esta resposta, aqui ao lado, no seu browser será o destino de muito mais, mas muito mais, vozes do que aquilo que agora a generalidade das pessoas julgam possível nesta altura. E no dia em que essas outras vozes foram banidas quanto tempo acham que levará até termos o proxy aqui em Portugal?
Muitos vão estar Indignados não é? Porque tuga, como Mário Soares bem nos topou, tem sempre o direito à Indignação... e a pouco mais. À liberdade não porque isso pouco lhe interessa. 

Veja-se o Observador, que se fosse um décimo do que em tempos se pensou ser a razão pela qual existia, esta questão da Liberdade de expressão estaria em artigos por todo o lado. Mas não. Em nada se distingue de um Expresso, diário de Notícias, JN ou outro qualquer produto do FCE e do Socalistão.  Pode parecer perseguição, mas não é. Contudo reparem que se forem à página do Observador e procurarem por Parler… encontram nada!

 Para ser justo, a verdade é que sitios mais liberais (no sentido de libertarian), que se dizem amantes de liberdade, como blasfémias ou o insurgente também não estão nem aí. Por enquanto é pimenta no dito do outro. Por enquanto. Tal como passou sem alarido o secretário de estado que ameaçou o Camilo Lourenço e ninguem na Direitasfera verdadeiramente mostrou os dentes - Pois, coisas de especíarias e tugas.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs