Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quem controla o passado....

por Olympus Mons, em 31.08.21

Não, o Afeganistão não interessa para nada.

Ibn Battutta in West Africa

São muitas as pessoas que não prestam atenção. São muitas, outras, que acham que isto tudo é um air du temps da nova geração e que não tarda passa.

Eu considero que mais importante é uma leitura correta dos eventos. É perceber o que efetivamente se está a passar e porquê.

Novamente para que seja claro. 
A ‘Mérica, foi construída por colonizadores brancos e o substrato mais dominante foi uma emigração Alemã que durou até aos anos 70 no topo de origem dos emigrantes. A ancestralidade alemã nos EUA é muito maior que a segunda (irlandesa).  Até à primeira grande guerra até era comum em zonas dos EUA a educação ser feita em alemão e não em Inglês. Nos últimos 30 anos os EUA importaram 100 milhões de pessoas e ergo, aí estarão as consequências. Boas ou más. - Se calhar até vou estar errado e o que vem aí nos EUA será um exemplo de harmonia e a demonstração de um novo paradigma para o mundo. – Mas duvido.

Tudo o que se passar nas próximas décadas nos EUA, e até no mundo, será bastante influenciado por aquele facto. A implosão dos EUA lancará ondas de choque. Mas antes disso muita, mas muita mesmo, coisa inimaginável até à pouco tempo irá acontecer.

Escrevo este post porque um dos efeitos do descrito acima, a criação da nova américa, será a redefinição da… realidade. Nada mais do que da realidade. Já não resta dúvidas que vão tentar redefinir a história.
A ideia dos Europeus como inventores da escravatura é perfeitamente esmagadora nas novas geraçoes... e não só. 

Por isso, ir lembrando como já aqui fiz o que pessoas, ex-escravos como Olaudah Equiano que começou como escravo em Africa escravizado por Africanos, ou Ibn Battuta, o grande aventureiro Marroquino no século XII a descrever o tráfico de escravos negros nas suas viagens pela Africa subsariana nos deram uma descrição da normalidade e normatividade da escravidão na África subsariana muito antes da chegada dos Europeus.
Ler Ibn Battuta descrever as longas caravanas de escravos no século XII é um bom começo para que ninguém nos crie uma realidade alternativa que nunca existiu.
Para ir lembrando que brancos europeus não inventaram a escravidão… mas definitivamente acabaram com ela.
Tem que haver memória. Pelo menos de algumas pessoas. Eu tenho para mim que um dia, um belo dia sem aviso, este blog pura e simplesmente desaparecerá, porque sempre foi assim com os fascismos e fascistas, esquerdoides, aí estão de volta.

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.09.2021 às 21:27

Quem ganha com este crime global? Quem o executou?

Somos todos totós?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.09.2021 às 02:09

Fala inglês?

Consulte a melhor fonte de informação global e actual: gab.com

Torne-se membro gratuito, para ter acesso a todas informações. E depois nunca mais vai ter confiança nos jornais porcos e burros portugueses.

E livre-se das mentiras malvadas da comunicação social portuguesa, da esquerda fascista. A mais porca, que se pode imaginar.

Jornaleco

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Blogs