Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Spike Protein...oh shit.

por Olympus Mons, em 20.06.21

O mundo hoje em dia parece-se com o big show SIC do João Baião. Ele dançava e cantava “valeu, vale tudo” e lá se abanava em frenesim conforme e ao ritmo da música que na altura passava.
Qualquer que seja a música a que te mandem dançar, no frenesim que se segue, não tens hipótese de qualquer pausa para pensar. Alguém decide qual a música a seguir e é expectável que dances com o mesmo entusiasmo qualquer que seja a melodia. - Em resumo, uma nova forma de fascismo.

Capture vacine.PNG

Existe vacinas contra a COVID. As pessoas estão a tomar a vacina sendo de especial importância para as pessoas mais idosas ou vulneráveis.  

No entanto levantar qualquer questão relativo aos efeitos das vacinas é imediatamente reprimido. Reprimido quer dizer que o teu registo digital corre o risco de ser completamente eliminado. De dezenas a centena de milhares de pessoas viram a sua pegada digital suprimida ou reduzida meramente por levantar duvidas sobre a sua intenção de serem vacinadas. - Ou seja, fascismo!
Aliás semelhante ao que se passou, essencialmente nos EUA, com pessoas que aventavam a teoria Donald trumpiana de que a origem do novo coronavírus tinha sido um acidente no laboratório de Wuhan.  Após a saída do senhor de cena os serviços de informação norte-americanos nos briefings à casa branca de Biden informaram o que já tinham dito a trump, que terá sido que tinham grandes indícios que efetivamente poderia ter ocorrido um acidente no laboratório de wuhan… e subitamente toda a gente fala nisso e os ban e strikes e warnings do social media cessaram – Mudou a música no big show sic e todos agora dançam ao som da nova música. Veja-se a prestação de Jon Stewart no programa de Colbert.

Ora este post é sobre as vacinas.
Quem fizer as perguntas “erradas” é imediatamente rotulado de “denier”, de negacionista das vacinas, e que se prepare porque cada vez mais isso terá consequências para si, especialmente se for uma figura pública. 
Ok, que seja. Mas então, tal como no exemplo da teoria do laboratório de Wuhan se se confirmar, também deveria haver consequências similares para quem não ouviu os alertas. Mas  verdade é que não é assim. A musica muda e todos dançam alegremente ao som da nova faixa.

Quero ser claro - Não sei o suficiente sobre vacinas para andar a professar ou sequer a lecture seja quem for sobre o assunto. Mas sei que spike proteins é do camandro. Sei que devias ter medo de spike protein.
Ainda me lembro do medicamento há umas largas décadas que provocava spike proteins e levou a deformações em massa de nados e que por isso foi banido. Era spike proteins, igualzinhas às da vacina COVID.

As técnicas de vacina das Pfizer, astrazeneca, etc são vacinas de MRNA que criam… Spike proteins.  
Por isso se alguém disser (que não sou eu) que não devemos vacinar jovens e pessoas em idade de reprodução, não é um negacionista nem um denier. Com base no que li até agora é alguém avisado que nos avisa no que deveria ficar como uma forma de aviso para avisados ou desavisados intencionais no futuro.
Esta infografia ali acima e nada mais que um resumo do que nesta altura é o keyfabe oficial. Leia. Garantem que é seguro, testado e que as spike não se deslocam para além do ombro onde levou a vacina. OK. Que seja.
Contudo, se no futuro se vier a verificar que não é verdade e que as spike afinal se deslocam no corpo, e especialmente a mania que tem em deslocar-se para o aparelho reprodutivo e especialmente para os ovários… não venham com a merda da desculpa que era a pandemia, que era para salvar o mundo ou que era o melhor do conhecimento na altura.
Não, não era. Os avisos estão feitos. Os avisos estão feitos por quem sabe!
Não haverá inocentes. Não, não. Eu vou querer culpados... E que nao seja o porteiro, o segurança ou a senhora de limpeza, que esta merda não pode ser sempre o mundo dos António Costas.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs