Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



tudo gente que não me é nada...

por Olympus Mons, em 29.12.21

Capture grada.PNG

Este é daqueles assuntos que após leitura atenta propela à vontade de votar no CHEGA. Em massa!

Logo nas regras do concurso estão claras as imposições da multiculturalidade, da diversidade, da promoção de identidades variadas de género, sexualidade alternativa, etc, etc, etc. – Logo à partida não concordo com as regras, penso que do ministério da Cultura, que para representar Portugal sejam estes os parâmetros exigidos pelo estado e governo Português. -  Aliás o que ganhou , o trabalho que ganhou, cumpre com todos e mais alguns destes requisitos, inclusive até com o da reprodução “queer” …

Quer isto dizer que se tratou de um cozinhado todo na cozinha da cultura woke, da qual a atual e ainda em funções ministra da cultura cumpre, e nada mais gratificante do que ver quando eles se começam a comer a si próprios. Sempre o disse e podem ler por aqui abaixo que a esquerda nunca, nunca, conseguiu fugir a ser autofágica.

Do crítico acusado de racismo, o Nuno Crespo, pelo que percebo e até por ter sido escolhido para júri duma coisa destas, só me resta desejar que burn, mother fucker burn! -  Pois, não escolheste o trabalho da artista de raça negra? – Racista, Racista!  Agora, engole e cala a boca racista!

Ao jovem que ganhou, gostava que lhe tirassem agora essa vitória e dessem à artista Grada Kilomba que é quem mais guinchou a sua vitimização nas hierarquias do woke. E se ela, a artista em questão, vê racistas a cada esquina e para quem todo esse pessoal é tudo racista!  Ela que nasceu em Lisboa mas a nada terá mais ódio do que à história e conceito de Portugal fica-lhe bem, que nem uma luva, o querer a vitória porque é de raça negra. Habituem-se que será este o vosso futuro, como bem deixou claro a ministra da cultura do Partido Socialista.
Do Pedro Neves Marques, leia um dos ensaios desta esquerdoide mentecapto, “contaminação por capital: Violência contra a terra…”  para perceber o nível de Boutades esquerdalhoides tão apreciada destes betinhos privilegiados. - https://www.revistapunkto.com/2020/05/contaminacao-por-capital-violencia.html

Ao resto do mundo, olhando para aquilo tudo pergunta-se… onde está Portugal no meio disto tudo?  Morreu? -  Presumo que sim. 
Mas para quem ainda tem restia de esperança aconselho vivamente que vote no CHEGA pois assim como assim prevejo que muita gente, muito mais do que pensarão, se irá juntar nas próximas décadas. - Virá um dia de reckoning!

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Perfil Facebook

De Manuel Galvão a 29.12.2021 às 18:48

Fumar uns charros a ouvir Ratos do Porão é muito mais "cool" que casar e ter filhos. Aturar a garina aos guinchos e a cheirar à merda do puto, que não nos deixa dormir, não é vida pra mim!

Assim se foi construindo a Nova Kultura Portuga. Em breve haverá menos portugueses em Portugal do que estrangeiros ou híbridos...

Nacionalista do quê?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs