Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Um par deles

por Olympus Mons, em 14.05.22

Lamento que não tenha deixado uma carta, especialmente se essa tivesse sido escrita em momentos lúcidos e com significado das suas intenções.

Joao Rendeiro suicidou-se numa prisão na Africa do Sul.

Não sei assim tanto sobre as circunstâncias criminosas do personagem. Mas sei que num país de gentes assim-assim, gente poucochinho e com a espinha de uma minhoca, um homem que sabia ter uma escapatória para o inferno em que se tinha metido assumiu a sua intenção até ao fim e preferiu morrer a quebrar – Badass Motherfucker!

Esperemos para ver se os heróis de AzovStal farão a mesma opção. Não é?
Tantas laudas que lhes fazemos, pelo menos eu faço, vamos ver quantos acabarão por dizer que irão lutar até à morte.  -  O batalhao AZOV é isso mesmo uma elite guerreira que se se preparou para combater os russos até à morte em nome da Ucrânia.  Vamos ver se dão uma de Rendeiro.  Uma Rendeirite heroica, uma “a la” Joao Rendeiro…

Se não o fizerem também não terei nenhum julgamento em particular. Não acho que lutar até à morte por um objetivo que não é estratégico para o resultado da guerra seja a atuação correta para um soldado. Contudo sei que a questão entre o batalhão Azov e as forças russas é uma questão de princípio e de ajuste de contas dogmático. É tanto uma questão de cão e gato quanto são duas forças militares em combate em que seria normal a rendição de uma das partes se não tiver mais condições de combater. Quer dizer é uma questão de princípio como o não voltar a Portugal para ser preso era uma questão de princípio para Joao Rendeiro. E quando chegou a hora em que enfrentou a inevitabilidade Joao Rendeiro optou por morrer a quebrar. Assim simples!

Não vou celebrar Joao Rendeiro. Mas vou olhar para José Sócrates, para Varas, para Vale e Azevedo e Ricardo Espírito Santo ainda com mais desprezo. Se isso for possível.

Aliás a minha homenagem, se isso assim se pode chamar, resume-se à fotografia que escolhi para o Post. Não uma imagem do homem vergado sobre si mesmo, mas sim o homem no seu apogeu, para o bem e para o mal. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Jornaleco a 21.05.2022 às 20:16

O batalhão cobarde e assassino AZOV está "fucked", dead.

Jornaleco



P.S.:
E claro que o Rendeiro foi assassinado. E não é irrelevante.

Epstein também foi assassinado, na prisão.

E um fundador informático [Mc-Affee?? ou algo parecido], muito importante, que tinha descoberto as ligações pedófilas de Joe Biden et al, através da sua software instalada nos computadores no partido fascista de Biden, foi também assassinado em Barcelona (salvo erro), Espanha, na prisão.

O que é realmente irrelevante, é, que haverá justiça absoluta. Eles pagarão todos pelas suas obras.

Nenhum vai poder escapar. Nenhum, ninguém.

Claro que as putas do costume, não o vão acreditar.
Mas isso é também irrelevante, o que nós "pensamos".

Hahahahhahaa.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Blogs