Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Vá, ajoelhe-se

por Olympus Mons, em 16.06.21

Com o inico das manifestações do BLM em Maio de 2020 o número de assassinatos nos EUA passou de 35 por dia para 50 por dia. A morte de 1 homem, que representa uma circunstância de 9-12 por ano nos EUA (negros desarmados mortos por polícia) leva a um aumento de 15 mortes por dia.
 E este ano o número mantém-se e parece ser a nova norma nos EUA. Cidades como Portland orgulhosamente nas suas bolhas liberals começam agora a perceber que esse novo normal é muito complicado. Enfim, se piorar saltarão para o estado ao lado, deixando o sitio onde iniciaram o fogo, a arder.

Capture ratio murder.PNG

Penso já ter sobejamente deixado claro que o meu problema é essencialmente com a aferição no mundo atual do que é real, do que é realidade.

Sei que levaria muito tempo a explicar como verdadeiramente interpreto esta dificuldade que o mundo parece ter em ter um grip on reality ao invés de viver fantasias. Uma das coisas que nós muitas vezes nos esquecemos é que como não podemos saber tudo, ou sequer muito, aquilo que achamos que sabemos não é mais do que em quem confiamos nós que saiba.  Na verdade atuamos como se soubéssemos porque temos uma coisa chamada de “the illusion of explanatory depth” que é com base no que achamos que o outro que é “como nós” sabe.  Aliás para que não me esqueça do verdadeiro resultado da informação do social media, há muito tempo que guardo isto, assim, para mim:

Someone may believe they understand something about an issue simply because the people around them think they understand it, because the people around them think they understand it, and so on. An entire community can end up with a strong sense of understanding even though no one has any real understanding at all.

Estamos a viver num mundo assim, em que achamos que a rede em que estamos inseridos sabe e esta acha que sabe porque acha que o outro sabe. - Mas que tem isto a ver com a figura acima?

Aquelas estatísticas são coisas que ao pouco vamos tendo cada vez mais dificuldades em aceder, com esta nova censura do social media no seu inventado conluio com a esquerda do “Cancel Culture” e dos novos ministérios da verdade que aí vem. Este tipo de estatística está a ser eliminado e a sua formulação não tarda será proibida. Contudo, enquanto não o é...  

Faz muitas décadas que os EUA tentam resolver o seu problema com a população negra, nomeadamente nas grandes cidades. Esta estatística, penso que 2018, mostra o ratio entre assassinatos por negros, latinos e brancos. Assim, temos que numa cidade como Nova Iorque, em que 45% é branca e 25% é negra o ratio de assassinatos por negros é de 18 para cada assassinato por 1 branco.  Basta olhar por ali abaixo para entender que o problema está por todo o lado.
Estas coisas são uteis para perceber a realidade. O ratio de murderer nos EUA são de cerca de 4 por cada 100.000 habitantes ao passo que na europa está em cerca de 1. Ora nos EUA se deixasse ficar só os assassinatos por europeus ficaria estranhamente com um ratio equivalente entre a Europa e os EUA.  Não teria que proibir e/ou destruir armas. Basta resolver o problema dos assassinatos por pessoas de etnia negra para que os EUA passem a ser “europeus”. 
E saber estas coisas é útil porque nos fazem ter um "grip on reality".

Qualquer que seja o problema cultural nos EUA com a sua população negra posso garantir que não se vai resolver com wokeness e BLM que querem transformar as populações negras em vacas sagradas como se não fizessem parte da espécie humana. Esse racismo da esquerda começa a ser nauseante e por isso cada vez se ouve mais vozes de pessoas de etnia negra que recusam ser tratadas, ou destratadas, com tamanha falta de respeito.
Como tudo na vida, deverá ter solução. -  Como tudo na vida, fingir que não se vê, fingir ou fantasiar em geral NÃO RESULTA.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.06.2021 às 18:38


Uns trinta anos atrás (mais ou menos), começou a aparecer na literatura uma moda há muito planeada e preparada, pela esquerda internacional e os seus pseudo-intelectuais podres, altivos, malvados e arrogantes.

Na tal sociologia e política, esses estudos, que não dão para ganhar o pão do dia e produziram esse esterco humano, que nos anda a mentir todos os dias. Foi para lavar as mentes ao ser humano e enganar o mesmo.

A história vai mais ou menos assim e tem as suas raízes no relativismo.

1. Todos têm razão. A lua é ao mesmo tempo quadrada, um triângulo, um trapézio, uma elipse, e tudo o que desejarem.

Enquanto esta regra (claramente estúpida e falsa) for respeitada, tudo bem.

Cada um é obrigado em sua casa reconciliar o que não é possível reconciliar. A lua só tem uma única forma.

O templo deste movimento do culto da morte está na sede da ONU em Nova Iorque. Culto da morte, porque o prémio para todos que aderirem a esta religião pagarão com a morte.


2. Se alguém se levantar e reclamar a verdade só para si, é atacado, perseguido e expulso do meio dos Neo-Einsteins.

Se eu disser, que não, não, a lua é redonda. Não vêem? É redonda! Vós sois uns mentirosos!!

Todos esses, a literatura reclamou, perseguir. Eu tenho cópias desses idiotas, aqui algures. Mas nem são precisas, porque quem souber pesquisar, encontra as provas e confirma a veracidade das minhas palavras.


3. Isto é claramente um ataque, a aqueles, que seguem o mandamento, a regra, de não mentir.

A regra de não mentir é muito simples e muito eficaz e não confunde ninguém, e por isso muito perigosa para os que adoram mentir, controlar e terrorizar o próximo.


4. O número dos perseguidos (que preferem não mentir) já supera em muito os 500 milhões de seres humanos em todo o mundo, com tendência para aumentar.

Na China comunista continua a não existir liberdade de expressão em relação ao governo. Na Coreia do Norte ainda pior. Há muito mais exemplos. E muitos desses dominam agora a ONU!!

Tudo graças ao ateísmo e à esquerda internacional.


5. Essa conversa sobre os EUA. Os EUA são o país mais menos racista, existente nesta terra.

O país é só tanto odiado, pelas raízes fortes e ainda lá existentes, da fé e ideologia cristã. Que lá são muito mais fortes, do que na Europa cobarde de hoje. Na Europa domina hoje a traição e a infidelidade.

E Israel na mesma.

Um DEUS une os EUA e Israel e protege-os ainda hoje. É só daqui que vem o ódio de toda a esquerda, que se revolta contra DEUS.

Nietzsche foi e continua a ser um idiota.


6. Quem consultar uma muito boa biblioteca, que supera as universitárias na média, sim essas existem, e eu vivo muito perto duma desses, pode verificar a constante luta da esquerda contra a definição e o conceito da verdade.

Inventaram, (não milhares, mas não deve estar longe,) de falsas definições do termo "verdade", para iludir o homem moderno.

Só se deixa enganar quem quer.


7. Devemos aprender a falar sem ninguém nos consiga calar. Sermos mais espertos que os nossos inimigos.

Se olharmos para a África do Sul, e queremos analisar o que lá sucede, veremos, quem é que é verdadeiramente racista. O não-branco, nas suas variadades.

Ou para o México. Há lá grupos profundamente racistas. Que não perdoaram aos norte-americanos, até hoje, de lhes terem "roubado" o que eles dizem, ser deles ainda.


8. Enquanto o ser humano não querer perdoar ao próximo, e o que fez mal ao próximo, não pedir perdão a aquele que fez mal, a sério e sem brincar, a guerra, o ódio terá sempre fomento.

A ONU hoje faz tudo, para que a paz nunca tenha sítio para fazer férias.

Curiosamente o gatuno e asno perfeito, António Guterres, está lá, na primeira fila, a produzir pobreza e guerra por todo o lado, na pele de ovelha claro.

O lobo Guterres, na pele de ovelha, a atirar o mundo para o abismo, mais uma vez.

Quem diz Guterres, diz uma parte corrupta de Portugal. Porque este pequeno demónio Guterres tem ainda muitos admiradores. Vejam lá. Grande parte admira um dos maiores gatunos, que esta terra já deu vida.

Jornaleco

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs