Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Vai-se lá pelo cheiro...

por Olympus Mons, em 17.12.21

É assim e não poderia ser de outra maneira.

Na minha leitura de capas e sites da manha deparei-me com o frenesim desta juíza que foi “apanhada em gravação a dizer a famosa n-word”… e a necessidade imperiosa da sua demissão imediata.

Instintivamente soube duas coisas. -  A primeira é que não tinha que ser necessariamente verdade a notícia e a segunda é que, de certeza, a senhora seria republicana ou de alguma forma associada ao conservadorismo.

Reparem que nem nunca tinha ouvido falar da senhora em toda a minha vida, mas o frenesim não me deixou dúvidas. Não sei como quantificar o referido frenesim nem provar, from top of my head, que hit jobs seja exclusivo da esquerdalhada, mas este frenesim piranha é próprio da esquerdalhada. Tem um sabor, uma coreografia e uma sonorização própria.
Começamos a sentir o cheiro, a ouvir a sonorização, quase por instinto. E deste ponto para a frente já não se acredita em nada.   - Não demorei muito tempo a perceber que as duas proposições acima eram verdadeiras, ou seja, que a história estava mal contada e que a senhora efetivamente foi eleita numa plataforma republicana. – What else.

Aparentemente num vídeo durante uma tentativa de assalto à casa da senhora ouve-se a voz do filho, alegadamente bêbado, a dizer a tal n-word sobre a captura in vivo do perpetror da tentativa de assalto.  
A confirmar-se que não foi a Juíza que proferiu aquelas palavras ainda por cima num vídeo que parece ser feito por miúdos em casa a rever as imagens do circuito interno da tentativa de roubo e como eles (miúdos) conseguiram dominar o ladrão, tudo na galhofa a gozaram uns com os outros e a dizer a tal palavra proibida mas num ambiente familiar. E também se deve acrescentar que não estou a referir-me claro ao facto de se os filhos da juíza são idiotas ao ponto de se filmarem a dizer uma palavra que sabem ter consequências na sociedade e ainda por cima distribuem o vídeo… então mereciam que lhes acontecesse alguma coisa de mau.  Isso não tenho dúvidas que a esta geração de idiotas do telemóvel tem que começar a doer. A doer até ao osso!    

Contudo esta extensão do crime à mãe é que só acontece porque ela é republicana.

O que me interessa nesta história é a metodologia e a certeza que é a mesma que iremos continuar a assistir inclusive a sua incrementação em Portugal.  Quanto à Juiza não duvido que está tramada de uma forma ou de outra porque não existe verdadeiramente antidoto ainda para este veneno de esquerda, este alego logo és.
O filho (ou outra pessoa em casa dela) poderá ter dito aquela palavra mas isso não devia implicar culpabilização por associação para a juíza. Pelo menos não automaticamente como pretendem.  Se as fotos que vi da família são recentes os filhos serão ainda adolescentes...!

Seja como for, este post é sobre o modo como na imprensa, no social media, em tantas formas de comunicação digitais, estão alinhadas nestas narrativas de agitação que ao final do dia são os proverbiais gritos de fogo no teatro. - No tempo das ditaduras e dos totalitarismos do século XX não havia estes mecanismos de manipulação em massa como nos dias de hoje em que existe uma concertação de kayfabe e narrativas em larga escala e uma concentração do poder comunicacional num número reduzido de entidades. -  As lições aprendidas foram zero. As novas consequências serão devastadoras.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Zé Manel Tonto a 17.12.2021 às 17:56

"Quanto à Juiza não duvido que está tramada"

Talvez não.
Com um Presidente tipo Ron de Santis, e uma maioria Republicana no Senado o homem é troll que chegue para a nomear para o Supremo Tribunal.

Sem imagem de perfil

De mcmp a 23.12.2021 às 10:07

"então mereciam que lhes acontecesse alguma coisa de mau. Isso não tenho dúvidas que a esta geração de idiotas do telemóvel tem que começar a doer. A doer até ao osso!" - por causa de uma palavra, ainda por cima mais do que justificada, uma vez que se refere ao criminoso que lhes estava a assaltar a casa?? então o preto estava a assaltá-los, mas eles é que tinham que ter muito cuidado na maneira como falavam do criminoso? mas está tudo doido?? agora chamar preto a alguém é mais grave do que assaltar e invadir a casa de alguém??

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Links

Blogs